16/12/2017 as 09h00 - Atualizado em 16/12/2017 as 09h00

QUILOMBO - Regional de Quilombo deve receber 8 dos novos PMs formados esta semana

Foi na sede do 2º Batalhão da Polícia Militar



O governador Raimundo Colombo e o comandante-geral da Polícia Militar, Paulo Henrique Hemm, participaram nesta quinta-feira, 14, na sede do 2º Batalhão da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), em Chapecó, da formatura de 120 novos policiais militares. Este foi o quarto de nove grupos que estão sendo formados durante a semana, em um total de 919 soldados.

Segundo o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo, Jaksom Castelli, foram solicitados dois policiais militares para Quilombo, um para Irati e mais cinco para ficarem lotados na 5ª Companhia de São Lourenço do Oeste, mas que devem integrar uma Patrulha Agrícola nos treze municípios que compõem as regionais de Quilombo e São Lourenço do Oeste.

Colombo explica que os novos concursos são para suprir a saída de policiais aposentados. “As aposentadorias estão ocorrendo em um número bastante elevado. Então a gente tem um ingresso muito grande, mas o efetivo aumenta pouco”, informa. “É o maior número da história de Santa Catarina. Em novembro, nós chamamos 200 novos policiais civis, então é um ingresso bem expressivo e tem que continuar. Ano que vem deve haver um novo concurso, do porte deste. Também vamos continuar a investir em tecnologia e inteligência para poder se antecipar contra a criminalidade”, destacou.

“Esse reforço virá para que a gente possa promover segurança a todo o povo de Santa Catarina. Nós vamos reforçar efetivamente e procurar naquilo que compete a Polícia Militar dar a resposta”, disse o comandante-geral Paulo Henrique Hemm. “Definimos a distribuição dos nossos policiais para as cidades de forma técnica e observando vários critérios, como aumento populacional e da criminalidade, da demanda reprimida, dos policiais que foram embora, dentre outros”, explicou Hemm.

Os formados participaram do concurso público em 2015 e iniciaram o curso de formação que aconteceu de 2 de maio de 2017 até 15 de dezembro 2017 no Centro de Ensino da PMSC, em Florianópolis e em mais 15 batalhões pelo Estado.

Foram 1.284 horas compostas por estudos teóricos sobre direito penal, legislação, trânsito, ética e cidadania. Na parte prática, o treinamento compreende técnicas de policiamento ostensivo, uso de armas, defesa pessoal e participação em operações policiais.

Nesse grupo, 60 fizeram o curso de formação de soldados no 2º Batalhão de Polícia Militar de Chapecó, 30 no 11º Batalhão de Polícia Militar de São Miguel do Oeste e 30 no 20º Batalhão de Polícia Militar de Concórdia.

O soldado Claudinei Gheno disse que entrar na corporação é um sonho de longo prazo que hoje se concretiza. “Passa um filme na nossa cabeça em lembrar de tudo que passamos para chegar até aqui desde o concurso. Todas as etapas foram cumpridas e hoje estamos aqui”, comemorou.

Todas as turmas que encerram a sua trajetória de formação nos cursos da PM escolhem um nome para serem identificadas. A turma que se forma no Estado escolheu homenagear o soldado PM Jaison Carniel. Ele foi morto em 2014 durante uma emboscada dentro de um estabelecimento comercial em Campos Novos.
Vinicios Ranzan/Assessoria de Comunicação

Veja as Fotos:


Públicado por: Adriane Siqueira