A arte de socializar e promover a educação canina

10012

Para evitar o temperamento muitas vezes inadequado, a providência mais indicada é adestrar o cachorro. Educar o pet significa formar um “idioma” simples e objetivo de comunicação envolvendo o homem e o cachorro. Isso é possível de se realizar ao se entender quais são as reais necessidades da espécie canina e “auxiliarmos o cão a perceber aquilo que se espera dele, de forma que ele possa se adaptar à realidade do ambiente familiar”, explica a médica veterinária, Lúcia Franco.

Um dos fundamentos de forte tendência do mercado pet “é o adestramento”, comenta Lúcia, responsável técnica da escola Dog Show. A escola de adestramento é especialista no treinamento de cães, independente de idade, raça ou tamanho. A missão da escola é fazer com que os seres humanos conheçam as necessidades básicas do cão, “como atividades físicas e mentais”, define.

Lúcia mostra ser preciso entender como os cães se comunicam. “Isso é feito através da linguagem corporal”. A propósito a escola iniciou o projeto “Oficina para crianças”, desenvolvido no Colégio Logosófico, sobre “como se relacionar com o cão”. O primeiro tema das aulas ministradas todas as quartas-feiras “é justamente entender esta linguagem corporal”.

No processo de adestramento “o melhor amigo do homem”, precisa ser submetido a adequadas técnicas, fórmulas e metodologias. Esse conjunto de ações corrigem comportamentos indesejados “apresentando perfeito resultado”, assegura a veterinária. Ela contextualiza o ato repetitivo como de “extremo valor” no treinamento. Paralelo, está o reforço positivo mediante recompensa diante do bom comportamento. “O momento do aprendizado deve ser prazeroso para o pet”.

Perdão – Todo eventual “erro” do cachorro durante as atividades “não deve, nem pode ser valorizado” disse, para acrescentar que o fato precisa “simplesmente ser ignorado”. O adestramento canino é importante por vários motivos. Entre eles aumenta o vínculo do cão com seu tutor, “que passa a compreendê-lo melhor” e consegue melhorar comportamentos inadequados do pet.

A equipe da escola utiliza o método de Adestramento Inteligente. Por ele mais de mil cães já foram devidamente adestrados. Localizada no acesso ao Aeroporto de Chapecó, em área de 8.000 metros quadrados em meio a um bosque natural, a Dog Show também presta serviços de hospedagem, day care, transporte e agility. Além de ministrar cursos para tutores e amantes de cães. O primeiro deste ano acontecerá nos dias 28 e 29 de março.

Origem – O adestramento tem uma história muito curta. Com cerca de apenas 80 anos, a atividade não chega nem perto dos mais de 100 mil anos de existência do lobo cinzento que deu origem ao cão. Com expectativa de vida entre dez e vinte anos, o cão é um canídeo social, o mais antigo animal domesticado pelo ser humano, processo que se iniciou há 13 mil anos.

Fonte: JC Linhares Assessoria & Comunicação