“Acreditamos no trabalho que está sendo feito”

8494

Antes do treino desta quarta-feira (05), em preparação para o confronto do próximo domingo, contra o Marcílio Dias, o goleiro João Ricardo concedeu entrevista coletiva e falou sobre o atual momento da Chapecoense. Com dois pontos somados em quatro jogos no Catarinense, o arqueiro apontou a necessidade da reação. “A gente está chateado, um pouco envergonhado pela situação, mas a gente não pode desanimar. A gente tem que trabalhar, se focar, mostrar mais garra e determinação nos jogos, porque só assim daremos a volta por cima”.

O atleta falou, ainda, que o comandante Hemerson Maria tem cobrado o grupo e apontado o que precisa ser melhorado. É consenso que a vitória não pode mais escapar. “O nosso treinador conversou muito conosco ontem, nos cobrou muito, mostrou detalhes do jogo… onde teve erros, onde teve acertos… E a gente entendeu que temos que dar mais. Se queremos dar a volta por cima, começa por mostrar mais garra, mais determinação, mais vontade. O alerta já está ligado e está forte. A gente não pode mais perder na competição”.

Apesar da falta de resultados, João fez questão de destacar um aspecto positivo e que tem se sobressaído em comparação à última temporada: o preparo físico e a diminuição da ocorrência de lesões. “Pra ter um final de temporada positivo, com alegrias, conquistando acessos e, por que não, um título na série B, é necessária uma preparação adequada desde o início. Neste ano a comissão entendeu que o objetivo inicial era ter uma boa preparação para não ocorrer lesões.  Porém, como eu falei, o resultado não está vindo e isso está nos incomodando muito, incomodando o torcedor (…). Mas temos plena convicção de que vamos dar a volta por cima. E pra isso, temos que trabalhar”.

Por fim, o goleiro enfatizou a confiança no trabalho que está sendo feito e garantiu que com a sequência de treinos – favorecidas pelas semanas cheias de trabalho – e com as contratações, será fechado um time de qualidade e competitivo que irá alcançar as expectativas de todos. “A partir do momento que começarem a vir as vitórias, volta a confiança, volta alegria. Isso tudo é passageiro. Mas temos que trabalhar pra vitória vir. Estamos abatidos, mas não abandonamos. O grupo vai dar a volta por cima. Eu tenho fé e nós jogadores acreditamos muito no trabalho que está sendo feito”.

Por Alessandra Seidel/Foto: Márcio Cunha/ACF