CHAPECÓ
Destaques Adesão ao Plano 1000 põe fim na espera de 40 anos do...

Adesão ao Plano 1000 põe fim na espera de 40 anos do Contorno Viário Leste de Chapecó

8324

O município de Chapecó/SC é o primeiro do Grande Oeste a aderir ao Plano 1000, maior projeto municipalista da história de Santa Catarina. Com a iniciativa do Governo do Estado, que irá destinar recursos para impulsionar e fomentar projetos estruturantes nas cidades, o tão almejado e indispensável Contorno Viário Leste saíra do papel após quatro décadas de espera. A adesão ao programa foi assinada na manhã desta quinta-feira, 23, pelo governador Carlos Moisés, prefeito João Rodrigues, secretário da Fazenda, Paulo Eli, e chefe da Casa Civil, Eron Giordani.

Chapecó receberá R$ 227 milhões no prazo de cinco anos. Pelo programa, os municípios catarinenses receberão recursos equivalentes a R$ 1 mil por habitante. Ainda no ato, no auditório da prefeitura, o governador anunciou recursos para construir trevos na SCT-480, próximo da Max Sul, com investimentos de R$ 2,28 milhões.

“O Plano 1000 é um projeto de esperança, de retomada, de investimentos. Nos interessa o que acontece em cada município, por isso estamos fortalecendo os locais e as regiões para levar oportunidades iguais de crescimento e de melhoria da qualidade de vida da população. Temos a convicção de que um município forte faz um estado ainda mais forte. Transformar a realidade dos catarinenses, diminuir o sofrimento das pessoas, este é o nosso objetivo, este é o sentido de governar”, afirmou o governador.


O prefeito João Rodrigues destacou que com o Plano 1000 também serão executadas as obras de Macrodrenagem Urbana de Chapecó, que prevê correção de cursos e canalização e alargamento de rios e córregos para evitar alagamentos. Ainda agradeceu ao governador pela parceria com o município e destacou a importância das obras.

“Temos uma gratidão com o Governo do Estado pois para Chapecó não tem faltado recursos. Agora com o Plano 1000 vamos desengavetar o projeto do Contorno Viário Leste. Estamos fazendo as adequações para apresentar e licitar ainda em janeiro. Este projeto tem estimativa de R$ 180 milhões para um trecho de 22 quilômetros. Também vamos cadastrar o projeto de macrodrenagem, que representa mais R$ 35 milhões.”

João Rodrigues ainda informou que o projeto do contorno vai sofrer uma modificação no traçado, saíndo da SCT-480, no Rodeio Chato, passando pelo distrito industrial e indo até próximo de Cordilheira Alta, onde vira para sair no Belvedere, ligando com a BR-480, que é o acesso para a BR-282.

Rodrigues salientou que os recursos que a prefeitura iria investir na macrodrenagem serão destinados para outras obras, como a pavimentação de estradas rurais e o acesso ao Autódromo Internacional. “Isso será possível pois temos a parceria certa, o governador Carlos Moisés, que está garantindo recursos por meio deste programa e outros. Com certeza, vamos transformar a realidade de Chapecó”.

Participaram do ato o subchefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, o secretário da Agricultura, Altair Silva, presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, da Cidasc, Plinio de Castro, deputado estadual, Marcos Vieira e Jair Miotto além de outras autoridades e comunidade.

Secured By miniOrange