Apesar da pandemia, Prefeitura segue atuando intensivamente no combate à dengue

9292

A Prefeitura de Xaxim ressalta que o combate à dengue é uma prática constante, apesar de todos os esforços empregados nas medidas de prevenção que evitam a proliferação do coronavírus. Desde janeiro as agentes de endemias visitaram

13.729 residências. Todas as segundas e terças-feiras, 60 locais onde são instaladas armadilhas são vistoriados, totalizando 1024 acompanhamentos. Além disso, 27 pontos estratégicos como cemitério, ferros-velhos, borracharias e outros locais suscetíveis ao aparecimento de focos também foram monitorados. Quando um caso de dengue é confirmado, um raio de 300 metros é isolado e uma varredura em busca de focos é realizada. Também é feito o “fumacê”, pulverização de produto que elimina o mosquito transmissor.

Segundo dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE-SC), Xaxim está na lista dos munícipios considerados infestados, possuindo 5 casos autóctones, ou seja, contraídos dentro do município e 431 focos. Por esse motivo, além das ações públicas, é necessário que a comunidade ajude a combater e evitar que o problema se alastre. “É essencial que a população tenha consciência que o combate ao mosquito é um dever de todos e que deve ser uma rotina diária em qualquer época do ano, ” afirmou Isac Casagrande, Secretário de Saúde.

Todos os pacientes que contraíram dengue no município foram medicados e estão sendo monitorados pela Secretaria da Saúde. Todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis, porém as pessoas mais idosas têm maior risco de desenvolver dengue grave e outras complicações que podem levar à morte. O risco de gravidade e morte aumenta quando a pessoa tem alguma doença crônica, como diabetes e hipertensão, mesmo tratada. “A dengue é uma doença grave e que pode matar. A melhor forma de prevenção é cuidar do ambiente para evitar focos de água parada onde ocorre a proliferação do mosquito”, alertou a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Elizete de Souza.

Dicas de prevenção

Mantenha bem tampados: caixas, tonéis e barris de água.

Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada.

Não jogue lixo em terrenos baldios.

Se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo.

Não deixe a água da chuva acumulada sobre a laje.

Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda.

Se for guardar pneus velhos em casa, retire toda a água e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva.

Limpe as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água.

Os vasos de plantas aquáticas devem ser lavados com água e sabão, toda semana. É importante trocar a água desses vasos com frequência.