Após 72 anos no AM, Rádio Chapecó inicia no dia 23 as operações em FM

Para o diretor do Grupo Chapecó de Comunicação, Francisco Bohner Neto, a migração possibilitará uma melhor qualidade de som para os ouvintes.

9203

Pioneira na região oeste de Santa Catarina, em 1948 a cidade de Chapecó recebia a sua primeira emissora, a Rádio Sociedade Oeste Catarinense Ltda. O início das operações deu-se em 23 de outubro de 1948, com potência inicial de 100 Watts, prefixo ZYX-5 e frequência de 1.550 kHz.

Em 21 de setembro de 1950, pela portaria nº 901, a emissora passou para 250 Watts. Sete anos depois, a Rádio Chapecó já funcionava com um transmissor Telefunken de 1.000 Watts. A autorização para nova mudança de frequência, dessa vez para 1.340 kHz, foi concedida em 9 de setembro de 1959. Atualmente, a emissora opera no AM 1330 com a potência 10 mil watts.

Torre de transmissão da Rádio Chapecó e Massa FM

MIGRAÇÃO

Após o envio de toda a documentação solicitada, a Rádio Chapecó – emissora que faz parte do Grupo Chapecó de Comunicação, inicia o processo de migração. A nova frequência chega em um momento de pandemia, onde o rádio tem papel fundamental em levar informação, música e entretenimento aos seus ouvintes.

Com seus estúdios instalados na avenida Marechal Floriano Peixoto há mais de 50 anos, a direção do Grupo Chapecó, presidida pelo Sr.  José Francisco Muller Bohner, o Zeca, e seu filho Francisco Bohner Neto, a 3° geração a comandar a emissora  prepara mais um presente para a capital do Oeste.  Vem aí uma nova casa. Novas instalações e  estúdios estão localizados nos altos do bairro Esplanada, com uma linda vista para a cidade de Chapecó.

Rádio Chapecó é a pioneira na transmissão dos jogos da Chapecoense, acompanhando o clube desde sua fundação em 1973, o que seguirá agora com mais qualidade na frequência de FM 100.1.

Sintonize, a partir do dia 23 de outubro, FM 100.1 e acompanhe a nossa programação, que terá muitas novidades.