CHAPECÓ
Destaques Assinada ordem de serviço para a construção do Elevado da Bandeira em...

Assinada ordem de serviço para a construção do Elevado da Bandeira em Chapecó

9472

A ordem de serviço para a construção da intersecção das avenidas Plínio Arlindo de Nes (BR 480) e Leopoldo Sander (elevado da rótula da bandeira), com prolongamento Sul até a rua João Cruz e Souza, foi assinada na manhã desta quarta-feira, pelo prefeito João Rodrigues, em ato realizado no auditório da Prefeitura de Chapecó/SC.
A obra tem prazo de 540 dias e será executada pelo Consórcio Elevado da Bandeira, de Maringá-PR, que venceu a licitação no valor R$ 39.849.000,00.

No mesmo ato foi assinada a ordem de serviço para a construção do Ginásio de Esportes da Escola Básica Municipal Vila Rica, no valor de R$ 1.377.054,04. Esta obra será executada pela LSW Serviços LTDA, com prazo de execução de dez meses.

O prefeito João Rodrigues destacou que a atual administração já licitou R$ 293 milhões em obras e deve passar de R$ 700 milhões até o final do mandato.
“O Elevado da Bandeira é uma das obras mais importantes para Chapecó, pois vai transformar a nossa cidade, melhorando o trânsito nesta entrada da cidade, onde já há engarrafamento em alguns horários. É uma obra que estamos fazendo em parceria com o Governo do Estado. Já o ginásio do bairro Vila Rica faz parte de uma ação da Chapecó Descentralizada, onde estivemos no bairro vendo as demandas e vamos asfaltar o bairro assim que a Casan fizer as obras de esgoto”, disse Rodrigues.
A presidente do Conselho Comunitário do Bairro Vila Rica, Maria Damasceno, disse que o ginásio era algo muito esperado.
“Vai ser bom para os alunos, para as crianças, que não tinham um espaço adequado”, destacou. Segundo a gestora da EBM Vila Rica, Jane Bianchi Finco, somente a escola conta com 220 alunos, que serão beneficiados. O uso do espaço será compartilhado com a comunidade.
A representante dos empresários e moradores do entorno da rótula da bandeira, Zenaide Parnoff, espera que a obra do Elevado vá melhorar a mobilidade do trânsito na região.
“Depois das 17h30 fica bem difícil, às vezes a gente fica meia hora no trânsito”, explicou.
De acordo com o secretário de Planejamento e Desenvolvimento, Valmor Scolari, na época do estudo para o projeto, o fluxo já era de 22 mil veículos por dia, em média, que passavam pelo acesso Plínio Arlindo De Nes. Ele explicou que o elevado terá cerca de dois quilômetros de intervenção, iniciando próximo da “Curva da Morte”, até o Shopping Pátio Chapecó. O elevado terá duas faixas com fluxo no sentido Centro e duas no sentido BR-282. Por baixo do elevado haverá acesso para a avenida Leopoldo Sander e vias marginais, prevendo também faixa de pedestres. Ainda estão previstos ciclovia, passeio e nova iluminação.
Outros presentes no ato foram o secretário de Gestão, Thiago Felipe Etges, a secretária de Educação, Astrit Tozzo, o presidente da Câmara de Vereadores, Adão Teodoro, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Chapecó, Lenoir Broch, representantes das empreiteiras, além de outros secretários municipais, vereadores e lideranças.

Secured By miniOrange