CHAPECÓ
Geral Aumenta as mortes por ataque cardíaco na pandemia

Aumenta as mortes por ataque cardíaco na pandemia

8435

Você sabia que pode haver uma relação das mortes por ataques cardíacos com a pandemia do COVID-19 que o mundo está passando? Pois é, é o que mostra dados do Corpo de Bombeiros de Nova York. Entre os dias 30 de março e 5 de abril de 2020, o atendimento de emergência da corporação recebeu 1.990 ligações com relatos de infartos. E o total de chamadas resultou em 1.429 mortes por problemas cardíacos – número oito vezes maior do que o registrado em 2019 no mesmo período.

Essa relação já é alvo de vários estudos as sociedades de cardiologia do mundo todo. Os especialistas acreditam em duas possibilidades para o crescimento dos óbitos por causas cardíacas:

 

1. Como medo da infecção, os pacientes cardíacos têm evitado ao máximo optar pela internação. Desta forma, um problema que poderia ser identificado e solucionado diante de um primeiro sintoma pode se agravar.

 

2. A Covid-19 poderia representar um risco adicional ao paciente cardíaco e potencializar os fatores que levam a um infarto ou a outro problema no coração.

 

De acordo com o cardiologista da Clínica Costa e Alba, Douglas Alba, ainda não existem estudos conclusivos para determinar as razões dessa relação. Ele explica que o COVID provoca diversas inflamações no corpo, inclusive no coração. “Infarto agudo do miocárdio é popularmente conhecido como ataque cardíaco, é um processo de morte do tecido (necrose) de parte do músculo cardíaco por falta de oxigênio, devido à obstrução da artéria coronária. A obstrução ocorre em geral, pela formação de um coágulo sobre uma área previamente comprometida por aterosclerose (placa de gordura), causando estreitamentos dos vasos sanguíneos do coração”.

O cardiologista destaca que diante desses dados e das incertezas, é importante estar atendo aos sintomas, como: dor ou desconforto intenso no peito; aperto; opressão; peso; e queimação, acompanhado de tontura, falta de ar, aumento da frequência cardíaca, náusea e vômito, sudorese, palidez e mal-estar súbito e sensação de morte.

Foto Junior Alm/Cardiologista Douglas Alba

Darlei Luan Lottermann

Secured By miniOrange