CHAPECÓ
Notícias Avô que matou neta teria lambido faca com sangue após o crime...

Avô que matou neta teria lambido faca com sangue após o crime em Ponta Grossa

9907

Testemunhas contaram detalhes sobre a morte da adolescente Natasha da Silva, de 14 anos, esfaqueada pelo avô, de 62 anos. Conforme o relato para a RIC TV, o homem teria lambido a faca após o crime e dito: “como é bom sangue novo”. O suspeito foi preso por homicídio.

A situação foi registrada na noite do último sábado (1º), no bairro Uvaranas, em Ponta Grossa (PR). Vizinhos afirmam que, desde que o homem se separou da ex-esposa, há três anos, costuma beber com frequência e promover festas na garagem de casa, que terminam em confusão e briga. No entanto, desta vez, o caso foi mais grave e acabou com uma adolescente morta, outra esfaqueada e duas pessoas presas.

Testemunhas disseram que, durante a festa, a filha do homem, de 31 anos, chegou ao local e ficou revoltada ao ver uma adolescente, de 16 anos, se relacionando com seu pai, de 62 anos. Na sequência, a mulher teria pego um facão e atingido a namorada do pai, que teve ferimentos na mão e na cabeça. A adolescente relatou, enquanto estava sendo atendida pelos socorristas, que a discussão teria começado por conta de um celular. Ela teve ferimentos moderados e foi encaminhada para uma unidade de saúde.

Depois, pai e filha começaram a brigar e o homem passou a ameaçar a filha com uma faca. A neta do homem se jogou na frente para defender a mãe no momento em que ele foi golpear a mulher, e foi atingida na virilha. O suspeito teria então, de acordo com as testemunhas, lambido a faca com o sangue da neta. A adolescente, Natasha, ainda tentou correr e chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital.

“Quando ele [avô] pegou de um jeito que ela [a mãe] não conseguia se defender, a neta pulou no pescoço dele e segurou ele. Ele derrubou ela no meio da rua e continuou batendo na filha. Aí ele falava que queria ver sangue”, disse uma vizinha. A testemunha contou que a discussão durou cerca de uma hora, até que o homem invadiu a casa da filha.

“Ele entrou, arrebentou o portão e foi tentar esfaquear a filha, só que a menina de 14 anos entrou na frente. Ela dizia ‘não briguem’, entrou na frente e acabou levando a facada na virilha”, disse a vizinha. “Depois de esfaquear a menina, ele saiu, lambeu a faca com sangue e falou ‘como era bom sangue novo’”, contou ela.

O avô e a mãe de Natasha foram presos e levados para a delegacia de Polícia Civil de Ponta Grossa. O homem responde por homicídio e a mulher por tentativa de homicídio.

Fonte: Ricmais