CHAPECÓ
Destaques Bancada Feminina da Alesc homenageia 15 mulheres em sessão especial

Bancada Feminina da Alesc homenageia 15 mulheres em sessão especial

9024

Quinze mulheres de atuação destacada na sociedade catarinense foram homenageadas, nesta quarta-feira (20), em sessão especial promovida pela Bancada Feminina da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), como parte das comemorações ao Dia Internacional da Mulher. A vice-governadora Daniela Cristina Reinehr (PSL) prestigiou a solenidade e as cinco deputadas que integram a bancada falaram da importância das comemorações e da escolha de suas homenageadas.

Coordenadora da Bancada Feminina, a deputada Ada de Luca (MDB) destacou a importância do reconhecimento do papel da mulher na sociedade. Para ela, as mulheres escolhidas para receberem as homenagens na Alesc representam em muito a luta das mulheres catarinenses. “Somos incansáveis, temos dupla e até tripla jornada de trabalho e mesmo assim estamos na luta. Nós apitamos, dançamos e chupamos cana na mesma hora e mesmo assim estamos na luta.”

Ana Campagnolo (PSL) rebateu discursos feministas, ressaltando que ser mulher é uma dádiva da natureza e que elas não são o segundo sexo. “Que nosso modelo seja feminilidade. Cada um de nós representa a si mesmo e não uma ideologia.”

Luciane Carminatti (PT) falou da luta das mulheres camponesas e defendeu que as feministas devem ser respeitadas. “Estou aqui para representar toda a luta das mulheres catarinenses e tenho orgulho disso.”

Já Marlene Fengler (PSD) enfatizou que as mulheres ainda têm inúmeros desafios pela frente e que as mulheres escolhidas para serem homenageadas mostram o que pode ser conquistado por todas.

Paulinha (PDT), em discurso emocionado, relembrou de sua história política, de vereadora mais votada e prefeita de Bombinhas, e agora deputada estadual, menosprezada pelos adversários políticos e das críticas por ter usado um decote na posse dos parlamentares, além de sua vida pessoal, como mãe e separada de dois casamentos.

Após os discursos, as homenageadas receberam menções honrosas e flores das mãos das deputadas. Os deputados Dr. Vicente Caropreso (PSDB), Felipe Estevão (PSL) e José Milton Scheffer (PP) prestigiaram a solenidade.

A homenageada Osmarina Maria de Souza, representando as demais, salientou que todas se destacaram nas atividades que escolheram e que espera que se sintam realizadas. Citou o que aprendeu com sua professora Antonieta de Barros, valorizando o estudo para conseguirem romper as barreiras da vida.

A vice-governadora Daniela Reinehr parabenizou as deputadas e lembrou que é a primeira mulher a ocupar o cargo. Destacou que Santa Catarina é um estado com nome feminino e que em sua história há várias mulheres de renome e até anônimas, citando os exemplos da primeira deputada estadual eleita Antonieta de Barros, da Santa Paulina (Amabile Lucia Visintainer) e guerreira Anita Garibaldi, a heroína de dois mundos. “Ainda não temos o mundo ideal, mas sinto que gradualmente estamos conquistando espaços. Juntas somos uma força.”

Homenageadas:

  • Tatiana Lessa Soares: Conhecida em 2014 por emagrecer 28 quilos para doar parte do fígado para o menino João Victor, de seis anos, que tinha câncer. Eles se conheceram por acaso na igreja que frequentavam em Palhoça. Mãe de um menino da mesma idade, ela ficou comovida com o caso, fez exames e descobriu ser compatível para o transplante.
  • Rosana Rossato Stefanello: Assistente social, atua na Ação Social do Bairro dos Ingleses, em Florianópolis, onde criou o projeto Reconstruindo Sonhos que atende mulheres que vivenciaram violência doméstica.
  • Maria Elisabete Medeiros: Trabalhou como telefonista e atendente em um escritório de advocacia e está na Alesc desde abril de 2018. Realiza seu serviço de limpeza e conservação do local de trabalho e dos gabinetes. É prestativa e tem facilidade para trabalhar em equipe.
  • Maria Natel Scheffer Lorenz: Começou a trabalhar aos 20 anos na Alesc como integrante da equipe de apoio técnico-parlamentar. Como servidora atuou em diversas atividades de assessoria e gerenciamento técnico até ser nomeada para o cargo de coordenadora das comissões permanentes, sendo a única mulher a ocupar está função até o presente momento.
  • Zélia Maria Gerent Dal Castel: Nasceu em Santo Amaro da Imperatriz há 81 anos. Por não haver faculdade de medicina em Santa Catarina, cursou a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre, sendo diplomada em 1962. Exerceu a ginecologia por 32 anos e atualmente se dedica a palestras gratuitas para grupos de jovens, casais e mulheres.
  • Rosane Portella Wolff: Exerceu a advocacia de 1987 a 1991. Cursou a Escola Superior da Magistratura de Santa Catarina em 1991. Ingressou na magistratura estadual catarinense em 1992. Foi promovida a juíza de direito de segundo grau em 2012 e em 2017, a desembargadora. Atualmente é coordenadora da Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de Santa Catarina e coordenadora geral do Núcleo de Comunicação Institucional do Tribunal de Justiça.
  • Genilda Bete de Lima: Conselheira estadual da economia solidária e artesanato; vice-presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente de Itapema; tesoureira e sócia fundadora da Cooperitapema (Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Materiais Recicláveis de Itapema); tesoureira da Unisol Santa Catarina: Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários e representante dos catadores regional Sul do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis.
  • Sirlei Antoninha Kroth Gaspareto: Filha de pequenos agricultores e professora da Unochapecó, especialista em educação em direitos humanos, mestre em ciências sociais, mestre em história, doutora em desenvolvimento regional, autora do livro Pedagogia da Semeadura. É militante do movimento de mulheres camponesas.
  • Cleo Fátima Manfrini: Bacharel em Ciências Políticas, pós-graduada em gestão pública, funcionária do quadro efetivo da Alesc há 36 anos, dentre os quais 31 dedicados à assessoria de apoio ao plenário. Hoje, à frente da coordenadoria de apoio ao plenário, sendo a única mulher até o presente momento a ocupar o cargo, responde por todas as sessões realizadas interna e externamente da Alesc.
  • Osmarina Maria de Souza: ex-funcionária pública, cronista e poetisa. Com seis livros publicados, fundou em 1998, junto com outros colegas, a Associação dos Cronistas e Contistas Catarinenses.
  • Cibelly Farias: Foi a primeira mulher a ingressar na carreira de procuradora do Tribunal de Contas do Estado e desde outubro de 2018 é também a primeira Procuradora-Geral do Tribunal de Contas do Estado.
  • Marilú Lima de Oliveira: Servidora pública da Alesc há 28 anos, militante do Movimento Negro, integrou o Fórum de Mulheres Negras da Grande Florianópolis, colaborou com a formulação política do programa Antonieta de Barros da Alesc, da qual foi gestora.
  • Edenice da Cruz Fraga: Tenente-coronel da reserva da Polícia Militar, especialista em atendimento à criança e adolescente em situação de risco e em gestão de segurança pública, palestrante, escritora, contista, poetisa e declamadora.
  • Sandra Mara Pereira: Delegada há 25 anos, por muitos anos atuou na Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, a Mulher e ao Idoso (DPCAMI), e foi delegada regional em São José. Atualmente é corregedora-geral da Polícia Civil.
  • Maria da Graça: Com 67 anos e mãe de quatro filhos, há 30 anos desempenha suas funções pela mesma empresa e destes, dez anos foram trabalhando na Alesc.
Ney Bueno
AGÊNCIA AL
Secured By miniOrange