Banco de Alimentos em Chapecó auxilia o comércio da agricultura familiar

101
Imagem ilustrativa/Divulgação

Produtores chapecoenses que comercializam seus produtos no Banco de Alimentos em Chapecó garantem segurança alimentar e nutricional que visa melhorar a renda e fortalecer a agricultura familiar no município, além de promover o acesso à alimentação.

De acordo com o produtor Edivaldo Dellalibera, que trabalha na Linha Almeida em Chapecó, a renda obtida na venda dos produtos é fundamental para os agricultores, especialmente para ele, jovem que retornou ao campo depois de tentar a vida na cidade. “Hoje eu ganho três ou quatro vezes mais, faço os meus horários, tenho o meu negócio. Eu não penso em abandonar a produção”, comentou.

Os produtos cadastrados, incluindo frutas, verduras, carnes, lácteos, sucos, peixes, doces, panificados, dentre outros, adquiridos através do programa, abastecem 32 programas da Prefeitura, entre eles: Restaurante Popular, Banco de Alimentos, Cozinha Comunitária, Rede de Acolhimento e a rede socioassistencial privada, com inscrição no Conselho Municipal de Assistência Social de Chapecó, além de pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social.

Os servidores do Banco de Alimentos fazem o pedido diretamente para os produtores, que entregam os itens de acordo com a necessidade do município. A entrega é realizada toda segunda-feira e os funcionários realizam a separação e pesagem dos itens. Os dados são lançados em um sistema do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário.

Quinzenalmente os produtores, a maioria de Chapecó, segundo a Secretária de Assistência Social Ulda Baldissera, emitem a nota dos produtos e recebem o pagamento cerca de 30 dias depois em conta bancária aberta pelo Ministério em nome do produtor.

Dados municipais de 2018

O valor pactuado para 2018 é de RS 800.000,00. Estão inscritos no projeto, 486 agricultores chapecoenses, para entregar 89 produtos cadastrados. Nos primeiros seis meses do ano, 52 mil quilos de alimentos já passaram pelo Banco de Alimentos e foram utilizados parar servir cerca de 137 mil refeições.