Bombeiros de SC se despedem de Xanxerê, o terceiro cão com certificação para buscas

8350

O cão Xanxerê, terceiro a ganhar a certificação da International Rescue Dog Organisation, alcançada por meio de treinamento feito através do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, morreu nesta sexta-feira. Ele atuava no 14º Batalhão de Bombeiros Militar, em Xanxerê, no Oeste do Estado, e por isso, o nome em homenagem à cidade.

Ele já estava aposentado e segundo a corporação faleceu de causas naturais, devido à idade. Xanxerê atuou em operações de resgate entre os anos de 2004 e 2009. Ganhou destaque pelo auxílio no trabalho de buscas pelas vítimas das catástrofes de 2008, no Vale do Itajaí.

Nos últimos anos, depois da aposentadoria das equipes de resgate, Xanxerê atuava em ações leves, que não exigem tanta forma física, como o auxílio a terapias em hospitais e no treinamento de outros cães dos bombeiros. Ele estava sob a tutela do tenente-coronel Parizotto, que cuidou e conviveu com o cão desde que ele nasceu.

– Ele tem uma parte muito importante na história do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. É um laço muito forte que a gente constrói, afinal, são 15 anos morando junto e trabalhando junto. A gente sente bastante a perda, porque que é como perder alguém da nossa família – lamenta Parizotto.

Xanxerê e o Tenente Coronel Parizotto
Xanxerê e o Tenente Coronel Parizotto

(Foto: Arquivo pessoal, Tenente Coronel Parizotto)

Apesar de sua morte, a prole ainda continua trabalhando. O cão Bravo, que atua em Blumenau, é neto de Xanxerê. Esses cães trabalham em operações de buscas e resgate durante catástrofes naturais como a de Brumadinho, em Minas Gerais.

O corpo do cachorro será sepultado no centro de treinamentos de cães dos bombeiros, no Oeste. Ele será o quinto a repousar no local ,que é uma espécie de memorial dos nobres e leais companheiros.

Fonte:NSC