CHAPECÓ
Notícias Casal é morto a tiros em Marmeleiro

Casal é morto a tiros em Marmeleiro

10273

O casal morto a tiros em Marmeleiro/PR na manhã desta quarta-feira (30), foi identificado como, Alisson Vieira Dutra, 33 anos e Erica Larissa Gomes de Assis 33 anos. O crime ocorreu por volta das 11 horas em um barracão, próximo à rodovia BR-280 no perímetro urbano de Marmeleiro. Segundo as primeiras informações levantadas, o casal, oriundo da Paraíba estava há cerca de dois meses em Marmeleiro, onde moravam neste barracão que tem um apartamento e dali coordenavam vendedores de redes para a região. Eles estavam chegando no barracão em uma caminhonete Hilux, junto com o filho de cerca de 4 anos, quando os atiradores chegaram em duas caminhonetes e armados teriam pedido algo como “onde está o dinheiro?” e logo em seguida executaram a tiros o homem que caiu na frente da caminhonete e a mulher que ainda tentou correr com a criança para a escada que dá acesso ao apartamento, mas também foi executada com disparos na cabeça. A criança presenciou os fatos e apesar da pouca idade conseguiu passar informações para a polícia. O Conselho Tutelar foi acionado e acolheu a criança.

Cerca de três horas após um duplo homicídio registrado em um barracão de uma oficina mecânica no bairro Ipiranga em Marmeleiro, equipes da Polícia Militar e Polícia Civil, identificaram e encaminharam os suspeitos do brutal crime que foi cometido na presença de uma criança de 3 anos. Segundo informações, logo após tomar conhecimento dos fatos o delegado Fabiano Oliveira e o Sargento Apollo, junto com suas equipes, iniciaram as buscas e com apoio da uma equipe da Polícia Civil de Santa Catarina, e policiais militares da região, alguns suspeitos foram abordados próximo a Vitorino. Eles foram interrogados e posteriormente liberados, não sendo descartada a participação deles no crime. Também foram abordados e identificados alguns suspeitos na região da fronteira, em Barracão. No local onde ocorreu o crime foram apreendidas munições, carregadores de pistola, dinheiro e grande quantidade de produtos oriundos do Paraguai de propriedade das vítimas, sem desembaraço aduaneiro, que foram encaminhados para a Receita Federal.

Secured By miniOrange