Chape perde para o Fortaleza

8535

A Chapecoense viajou para o Ceará, onde enfrentou na noite de quarta-feira (9) o Fortaleza, na Arena Castelão. Foi o segundo jogo da história entre as duas equipes, sendo que no turno o clube cearense bateu o Verdão por três a um dentro da Arena Condá.

Novamente com modificações, a Chape entrou em campo com novo goleiro: João Ricardo no lugar de Tiepo; Márcio Araújo na lateral-direita e Régis no ataque. Era mais uma tentativa de tentar a reação dentro da Série A, pois o time começou a 24ª rodada na lanterna da competição.

O árbitro apitou, mas o time da casa não pressionava, o que muitos previam devido a sua formação ofensiva. Na Chapecoense, Everaldo jogava mais à direita e Camilo era o jogador mais avançado. Só aos 16 minutos que o Fortaleza levou perigo, quando Romarinho chutou e João Ricardo mandou para escanteio.

O time catarinense, que começou bem, foi recuando e na metade do primeiro tempo estava quase todo em seu campo defensivo. Aos 29 minutos, Wellington Paulista passou para Osvaldo, que concluiu na trave de João Ricardo. Dois minutos depois, Roberto chutou de perna esquerda e Marcelo Boeck pegou. Romarinho, aos 36’, voltou a levar perigo, cabeceando para defesa do goleiro da Chape.

Não foi um bom primeiro tempo, que terminou empatado sem gols. E, no intervalo, Marquinhos Santos não alterou a escalação. Nem Rogério Ceni.

A Chapecoense teve um pênalti não marcado em Camilo, na primeira etapa. No segundo tempo, Campanharo fez penalidade em Romarinho. O árbitro, como no lance de Camilo, não verificou no monitor de vídeo, mas desta vez confirmou. Wellington Paulista cobrou, aos quatro minutos, e fez um a zero para o Leão.

Juninho levou cartão amarelo por entrada em Campanharo. O lance teve interferência do VAR, porém ele não foi expulso. Aos 20 minutos do tempo final, após escanteio cobrado por Camilo, Elicarlos cabeceou para baixo e quase empatou.

Uma grande chance para o Verdão aconteceu aos 26 minutos. Camilo levantou, Roberto tocou para Vinícius Locatelli, que concluiu e Marcelo Boeck fez excelente defesa. Paulão ainda dominou a sobra e eliminou o perigo. Após o gol, o Fortaleza pouco fez e era a Chapecoense que buscava o empate.

No entanto, foi o time da casa que marcou, e de novo com Wellington Paulista, aos 35 minutos. Ele recebeu de Felipe, ingressou na área e tirou de João Ricardo, fazendo o dois a zero. E esse foi o placar final, Fortaleza 2×0 Chape.

Com a derrota, a 15ª no campeonato, a Associação Chapecoense de Futebol permanece na lanterna, com 15 pontos. No domingo tem Chape x Cruzeiro, 19h, em Chapecó. Ainda restam 14 rodadas até o fim do Brasileirão.

Foto: Marcio Cunha