CHAPECÓ
Notícias Chapecó se mantém como quarta economia de SC

Chapecó se mantém como quarta economia de SC

8989

Pelo segundo ano consecutivo Chapecó é a quarta economia de Santa Catarina, de acordo com dados preliminares divulgados recentemente pela Secretaria de Estado da Fazenda. De acordo com o secretário de Fazenda de Chapecó, Moacir Rohr, os dados ainda são preliminares mas Chapecó deve confirmar a posição em agosto, já que tem uma boa vantagem em relação ao quinto colocado, que é Jaraguá do Sul.

O Valor Adicionado, que elenca tudo o que o município produziu no setor agropecuário, indústria e comércio, em 2021, foi de R$ 9,5 bilhões. Este valor representa um crescimento de 20,4% em relação a 2020, que foi de R$ 7,9 bilhões.

Rohr destacou que este crescimento foi baseando no aumento das exportações das agroindústrias, no movimento do comércio de rua, lojas, combustíveis, farmácias, entre outros.

Graças a este crescimento, o índice de retorno do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias de Serviços (ICMS) aumentará 5,61%, passando de 2,5254 para 2,6670324. Do valor arrecadado o Estado fica com 75% e repassa 25% para os municípios. Destes 25%, há uma distribuição igualitária de 15% do valor e, 85%, é distribuído conforme o índice de cada município.

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues, comemorou o resultado pois ele representa uma consolidação do crescimento do município.

“Isso é reflexo do agronegócio, do espírito empreendedor de nossa cidade e das medidas de desburocratização que foram adotadas pela Administração Municipal, no sentido de estimular os investimentos em nossa cidade. No ano passado geramos mais de 6,6 mil empresas e, neste ano, em maio ficamos entre as três cidades que mais geraram empregos em Santa Catarina. Além disso estamos investindo cerca de R$ 300 milhões em obras da Prefeitura, com recursos próprios e também em parceria com o Estado e União e de emendas parlamentares, que ajudam a movimentar a nossa economia”, destacou João Rodrigues.

VALOR ADICIONADO 2021

1o Itajaí: R$ 29,2 bilhões

2o Joinville: R$ 27 bilhões

3o Blumenau: R$ 12,6 bilhões

4o Chapecó: R$ 9,5 bilhões

5o Jaraguá do Sul: R$ 8 bilhões

6o São Francisco do Sul: 7,9 bilhões

7o Florianópolis: R$ 7,5 bilhões

8o São José: R$ 6,9 bilhões

9o Criciúma: R$ 5,6 bilhões

10o Brusque: R$ 5,4 bilhões

Secured By miniOrange