CHAPECÓ
Geral Com retorno gradual dos trabalhos presenciais, MPSC coloca em prática medidas de...

Com retorno gradual dos trabalhos presenciais, MPSC coloca em prática medidas de prevenção ao contágio do novo coronavírus

Distribuição de máscaras, instalação de dispensers para álcool 70%, criação de espaços apropriados para atendimento e reforço da higienização dos ambientes de trabalho são algumas das medidas adotadas em todo o estado.

9042
Quando Hilton Rodrigues da Silva começou a trabalhar como motorista no Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), em 1994, a rotina, se comparada com os dias de hoje em meio à pandemia, era bem diferente. Naquela época, poucos carros circulavam pela Instituição e as medidas de segurança e higiene eram, basicamente, as adotadas individualmente. “Hoje, em razão do novo coronavírus, os veículos da Instituição têm álcool gel à disposição dos passageiros e todos utilizam máscaras”, conta Hilton, que faz o transporte terrestre do chefe do MPSC, Fernando da Silva Comin.

O também motorista Victor Almeida de Souza, servidor do MPSC há cinco meses, destaca, ainda, a higienização de tudo que é manuseado dentro dos veículos. “São mudanças de grande valor para o rápido retorno às atividades”, avalia. Apesar de as medidas agora adotadas serem mais rigorosas, ele acredita que as recomendações de higiene e o uso de máscaras permanecerão mesmo quando a pandemia passar.

Na Gerência de Transportes (GETRAN), responsável pelo deslocamento terrestre de membros e servidores da instituição dentro do estado, ainda foram adotadas a redução do número de passageiros dos veículos e a recomendação para manter silêncio durante os trajetos percorridos. “Outra orientação é que agora os motoristas usem sempre o mesmo veículo e lavem as mãos ao final de cada saída. Nos automóveis também é efetuada a higienização das áreas compartilhadas pelos passageiros, como assentos, maçanetas e superfícies de apoio comuns”, complementa a Gerente, Jacqueline Jeske.

O distanciamento mínimo entre as pessoas durante o trabalho é outra medida colocada em prática. Na Gerência de Patrimônio, o Gerente Ângelo Vitor Oliveira tem cobrado de sua equipe o cumprimento da orientação. “Mesmo já quase parecendo comum durante as atividades, frequentemente relembramos da necessidade desse distanciamento. Todos já o fazem com bastante normalidade”, conta.

A Instituição também está atenta à forma como deve realizar o atendimento ao público externo, por isso vem adequando suas instalações para evitar a proliferação da covid-19. No Setor de Atendimento ao Cidadão (SEAC), por exemplo, fez-se o isolamento dos espaços de acesso à recepção do Edifício Campos Salles, no Centro de Florianópolis, para que a distância mínima de 1,5m entre cidadãos e atendentes seja respeitada. O álcool em gel está disponível na entrada do prédio, sobre o balcão da recepção e sobre o telefone para surdos, usado para denúncias à Ouvidoria do MPSC pelo número 127. “Fitas demarcadoras foram colocadas no chão e os sofás do hall de entrada estão temporariamente interditados para evitar acúmulo de pessoas no local”, explica a Chefe do SEAC, Kátia de Jesus Wermelinger.

PostProtocolo de medidas de segurança

Com a retomada gradual dos trabalhos presenciais no MPSC, a Instituição tem colocado em prática um protocolo de medidas de segurança que objetiva combater e prevenir a disseminação da covid-19. Estabelecido pela Portaria nº 1.295/2020/PGJ no início de maio, o documento define cuidados nas áreas comuns e no ambiente de trabalho em geral.

Para o cumprimento das medidas essenciais de prevenção do contágio pelo novo coronavírus, estão sendo distribuídas máscaras de tecido aos integrantes do MPSC e instalados dispensers para álcool 70% em equipamentos de uso coletivo e nas unidades do MPSC em todo o estado, além de reforço da higienização dos ambientes por parte das equipes de limpeza e da massiva divulgação de procedimentos que levam a um maior cuidado durante o trabalho na Instituição.

“Ainda no mês de março iniciamos a publicação de informativos que esclarecem sobre diversos temas relacionados à infecção causada pelo SARS-Cov2. Os temas abordados nesses periódicos estão sendo adequados conforme a evolução da pandemia e a necessidade institucional”, conta a médica do trabalho a serviço do MPSC na Gerência de Atenção à Saúde (GESAU), Fernanda Lemes Ferreira. Ela lembra que em breve uma cartilha ilustrando o protocolo instituído pela Portaria nº 1.295/2020/PGJ será disponibilizada para membros e servidores do MPSC.

A médica ainda explica que gerências cuja atuação exijam condutas específicas estão procurando a GESAU e, conforme solicitações de cada área, são orientadas especificamente para adequar as medidas de prevenção à realidade e necessidade das atividades desempenhadas.

Construção do protocolo

O Grupo de Trabalho Administrativo e de Tecnologia da Informação, um dos subgrupos do Gabinete Gestor de Crise do MPSC, discute o assunto desde os primeiros dias da declaração de pandemia.  A construção do documento buscou, primeiramente, assegurar o trabalho remoto com qualidade e a saúde física e mental dos integrantes da Instituição, e, num segundo momento, estudou as medidas necessárias para um retorno seguro ao trabalho presencial.

“Muitas medidas foram cogitadas e estudadas, para as mais diferentes atividades dentro do MPSC. Com a importante ajuda das profissionais da GESAU foi sendo formado o protocolo com aquelas que se mostraram as mais eficazes, adequadas para sua rápida implantação e compatíveis com a possibilidade financeira da Instituição. Ainda temos várias medidas sendo estudadas, de modo que o protocolo continua em evolução”, salientou o Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Administrativos e Coordenador do Grupo, Fábio Strecker Schmitt.

Segundo o Subprocurador-Geral, o protocolo é fundamental para orientar tanto as pessoas que trabalham no MPSC como aquelas que precisam de algum atendimento, para que o serviço possa ser prestado da forma mais segura possível para todos. “Com regras claras de segurança epidemiológica, que sejam bem difundidas de modo a serem observadas com atenção, as atividades presenciais poderão ser retomadas aos poucos e com segurança”, finalizou.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC