CHAPECÓ
Início Entretenimento Confiança para a sequência: Tiepo projeta confronto com o Palmeiras

Confiança para a sequência: Tiepo projeta confronto com o Palmeiras

9737

A vitória sobre o Cruzeiro deu confiança à Chapecoense. Isso é o que afirma o jovem Tiepo – outro jogador com importância fundamental no êxito diante da equipe mineira. Para o arqueiro, os três pontos conquistados fora de casa foram muito importantes para a sequência do Campeonato Brasileiro e, agora, o foco é no desafio contra o Palmeiras.

A preparação para o duelo contra o time paulista acontece desde o início da semana e o foco é todo na conquista dos três pontos. “A gente sabe da qualidade do Palmeiras. Eles tem um elenco muito forte e são o atual Campeão Brasileiro. Tanto o time titular, quanto o time reserva, o elenco todo deles é muito bom. Então a gente tem que treinar bem essa semana, aproveitar bem o trabalho do professor Ney, e, se Deus quiser, sair com a vitória no jogo de domingo” disse.

Além de destacar a força do grupo, Tiepo fez questão de comemorar o bom momento e agradecer às pessoas que tem o ajudado. “O meu momento é fruto de um trabalho do dia a dia. Eu sempre falo sobre a participação importante do Professor Croda e do Professor César, que me dão o maior apoio. A torcida também tem me ajudado bastante” destacou.

Mais do que a dedicação nos trabalhos, Tiepo ressaltou a importância do ritmo de jogo e condicionou à isso a sua constante evolução. “O ritmo de jogo é muito importante. Todo jogo dá uma ansiedade, um nervosismo, mas isso vai passando com o jogo a jogo. A sequência é fundamental, porque em cada partida você está mais confiante, mais seguro. E a gente trabalha pra evoluir sempre” afirmou.

Por fim, o prata da casa falou sobre a importância de jogar na Arena Condá e se mostrou confiante para o duelo de domingo. “Em casa, com o apoio do torcedor, conhecendo bem o campo, a gente tem que sempre ser o favorito e ir pra cima”.

Chapecoense e Palmeiras entram em campo no próximo domingo (02), às 19h, na Arena Condá.

Por Alessandra Seidel