Pai confessa ter assassinado Eduarda Shigematsu em Rolândia PR

11000

Ricardo Seidi, pai de Eduarda Shigematsu, de 11 anos, confessou ser o autor da morte da filha. O corpo da criança foi encontrado na tarde deste domingo (28), enterrado com as mãos e os pés amarrados nos fundos da casa dele, na rua Manoel Carreira Bernardino, em Rolândia.

O crime chocou a cidade na região metropolitana de Londrina. Ela estava desaparecida desde o dia 24 de abril, quando foi vista pela última vez ao retornar da escola. Ricardo Seidi na manhã seguinte desaparecimento compartilhou uma publicação sobre o desaparecimento da menina.

Com o passar dos dias, o caso tomou proporção maior, uma vez que não houve nenhuma informação sobre o paradeiro da menina. Mas a investigação Sicride, da Polícia Civil, continuou apurando o que teria acontecido. Foi aí que o pai, com quem a menina morava, passou a ser suspeito do crime.

O corpo dela foi encontrado enterrado nos fundos da residência dele e além dos pés e mãos amarrados, tinha um saco preto amarrado na cabeça. Preliminarmente, a garota pode ter sido morta por meio de asfixia, mas um laudo detalhado do IML vai apurar se também não houve abuso sexual.

O pai tinha a guarda da criança, que também sempre visitava a casa da mãe, que era separada de Ricardo. O homem foi preso no local e deve prestar depoimento ainda hoje.

Informações 24horas.
Fotos: Divulgação.