CHAPECÓ
Início Geral Depois de seis meses internado por causa da Covid-19, paciente de Curitibanos...

Depois de seis meses internado por causa da Covid-19, paciente de Curitibanos recebe alta do hospital

8854

Um paciente de Curitibanos traz para as estatísticas da pandemia uma das mais longas batalhas contra a Covid-19. Depois de mais de seis meses internado, no inicio desta semana, o servidor público Luciano Turatto deixou o Hospital Regional Hélio Anjos Ortiz, no município do Meio-Oeste, para entrar para a lista dos mais de 550 mil catarinenses que se recuperaram do novo coronavírus. A alta foi comemorada com alegria e emoção por familiares, amigos e profissionais de saúde da unidade hospitalar.

Luciano positivou para a Covid-19 em julho de 2020. Apresentou febre, cansaço, feridas pela boca e um quadro leve de diarreia. Mas, antes mesmo do resultado do exame, no dia 18 de julho, Luciano sentiu os sintomas se agravarem, precisou ir para o hospital e já ficou internado.

“O vírus atacou todos os órgãos vitais”, diz médico

O caso de Luciano foi desafiador para a equipe médica do Hospital Regional Hélio Anjos Ortiz, em Curitibanos. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, em Santa Catarina, a média de permanência de pacientes com Covid-19 em UTI se mantém em 14 dias. O médico que acompanhou o tratamento conta que o coronavírus afetou com gravidade os pulmões, o fígado, rins, coração e o cérebro. “O vírus atacou, praticamente, todos os órgãos do Luciano. Ele desenvolveu diversas e sérias complicações como pneumonia, encefalite e insuficiência hepática, cardíaca e renal e foi vencendo cada uma delas”, afirma o médico Hélio Anjos Ortiz Junior.

Para tratar todas as complicações, foram 188 dias de internação, sendo 172 deles na UTI, com necessidade de respiração mecânica por 115 dias. “Foi um longo período de trabalho que não envolveu uma pessoa só, mas uma equipe multidisciplinar com técnicos, enfermeiros, nutricionista, fisioterapeuta, psicólogo, entre outros profissionais que foram atuantes e incansáveis. Graças a Deus, a esse trabalho e ao esforço dele, deu tudo certo”, agradece Ortiz Junior.
Segundo o médico, desde o início da pandemia até agora, o caso de Luciano foi o mais longo de tratamento à Covid-19 na unidade.

Homenagens marcam a alta do hospital

A luta de Luciano Turatto inspirou homenagens no momento em que teve alta do hospital em Curitibanos. Por volta das 11h da manhã, desta terça-feira, 2, o corredor por onde o paciente saiu foi emoldurado pelos profissionais de saúde, que não esconderam a emoção em ver Luciano indo para casa. As palmas foram como trilha sonora para marcar o fim de uma dura batalha e o início de uma nova vida. Aos 45 anos, ele terá que reaprender a fazer coisas que eram comuns antes de adoecer, como falar e caminhar.

De cadeira de rodas, Luciano deixou a instituição e seguiu para casa. Uma carreata acompanhou o trajeto em comemoração. O carinho e os cuidados da família serão fundamentais no caminho até a plena recuperação.


F
oto: Arquivo pessoal

Secom

Divulgação | Glaico de Liz Ronsani