Deputados federais e senadores boicotam evento de Moisés no Oeste

8811
O novo roteiro do governador Carlos Moisés (PSL) pelo interior do Estado, desta vez em Chapecó e Campos Novos, causou desconforto em parte da bancada federal catarinense. Nos eventos, realizados na quinta-feira e nesta sexta-feira, foram entregues equipamentos agrícolas comprados com R$ 30 milhões de uma emenda coletiva dos senadores e deputados federais de Santa Catarina. A contrapartida do Estado foi de R$ 500 mil.

Os caminhões, tratores, retroescavadeiras e outros equipamentos agrícolas chegarão a 178 municípios. O desconforto é porque o convite enviado aos prefeitos não menciona a origem dos recursos, dizendo apenas que “os equipamentos serão cedidos para fortalecer a agricultura familiar em Santa Catarina”. Os parlamentares da bancada federal são citados como presenças confirmadas no convite. No entanto, apenas o ex-deputado federal João Rodrigues (PSD) compareceu ao evento de Chapecó – a emenda é da legislatura passada. Em Campos Novos, estava presente a deputada federal Carmen Zanottto (Cidadania).

Os parlamentares reclamam que foram informados das entregas apenas na terça-feira, antevéspera do evento em Chapecó. Alguns chegaram a entrar em contato com prefeitos aliados para que também boicotassem os eventos de Moisés. Os mais contrariados defendem não mais encaminhar emendas ao governo do Estado, priorizando o repasse direto à prefeituras no próximo ano. Em Chapecó, diante de uma plateia de prefeitos, gestores e lideranças política, Carlos Moisés agradeceu os parlamentares ausentes por viabilizarem os recursos, ressaltando a gestão dos recursos pelo Estado.

– Nesta licitação, a equipe da Secretaria de Estado da Agricultura conseguiu economizar mais de R$ 3 milhões. Com esse dinheiro, vamos comprar mais equipamentos para beneficiar mais municípios”, destacou Carlos Moisés.
No encontro, com o prefeito Luciano Buligon (DEM) de anfitrião, o governador fez questão de saudar os deputados estaduais presentes – Mauro de Nadal e Moacir Sopelsa, do MDB, Altair Silva (PP) e Fabiano da Luz (PT). Pediu para que os quatro ficassem em pé e disse que “esses deputados fazem parte da nossa base de governo na Assembleia Legislativa”.

– O governador não trabalha sozinho. Ele tem sua equipe, mas ele precisa do Legislativa para fazer suas entregas, para fazer bons projetos de lei, para depurar esses projetos. E esses deputados estão na base de governo da forma mais republicana que os senhores podem imaginar – disse Moisés.

Fonte: Diário Catarinense
Foto: Maurício Vieira, Secom