Dia histórico: Entregue a nova ala no Hospital Regional do Oeste

9414

A nova ala do Hospital Regional do Oeste (HRO), denominada como Dr. Valmor Lunardi, foi entregue nesta manhã (21) em Chapecó. A ativação, que será de forma gradual, iniciou pelo sétimo e oitavo andares, que é destinado para as áreas de internações e ambulatórios oncológicos e de quimioterapia.

A construção da nova ala do HRO iniciou ainda em 2013, através do Pacto por Santa Catarina, com previsão de entrega para 2015, porém, o prédio foi entregue somente em 2017. “Estamos trabalhando há anos para iniciar o funcionamento, ficou fechada todo esse tempo por falta de equipamentos, recursos e alvarás. Na antiga parte do hospital, a capacidade é insuficiente, mas com a nova ala, ampliamos e dobramos a capacidade de atendimento. Caminhamos também para zerara a fila de espera pelas cirurgias. É um grande dia para o Oeste Catarinense”, frisou Altair.

O Governador Carlos Moises, destacou que R$ 750 milhões de dívidas na área da saúde herdadas de gestões passadas foram pagas. “Estávamos colocando a casa em ordem e agora, vamos começar a avançar. Hoje, estamos liberando mais R$ 10 milhões para a compra de equipamentos para a nova ala”, comentou Moises.

A nova ala será ocupada de forma gradual, o setor de oncologia no prédio velho será transferido para nova área. Essa semana, já inicia a internação no 7º andar, com 49 leitos, no 8º andar com a quimioterapia, com 31 poltronas quimioterápicas e outros 12 leitos quimioterápicos de curta duração. “A partir de agora vivemos uma nova etapa no atendimento a população do grande Oeste, um avanço na qualificação da oncologia”, disse o diretor-geral do HRO, Osmar Arcanjo de Oliveira. Já conforme o Secretário de Saúde, Helton Zeferino, foram investidos R$ 60 milhões na construção e compra de equipamentos e de mobiliário para a nova ala.

O ato contou com a presença do governador do Estado, Carlos Moisés, da vice-governadora Daniela Reihner, do secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, do deputado Altair Silva e demais deputados estaduais da região, além do prefeito Luciano Buligon (PSL), e demais lideranças, como vereadores, deputados federais, prefeitos da região e funcionários da instituição.

A nova ala

Ao todo, a nova ala terá 156 leitos, sendo que o HRO passará dos atuais 319 para 475 leitos, além de novo centro cirúrgico, ampliando das atuais seis para 13 salas cirúrgicas. Isso permitirá que das atuais 1,2 mil cirurgias mensais, o número passe para 2,5 mil cirurgias por mês. O novo prédio terá 20 leitos de UTI geral, 10 de UTI pediátrica e sete para setor de coronária.

O novo prédio tem nove andares e 11.885 m². O primeiro piso será o almoxarifado e o Serviço de Prontuário de Paciente (Same); o segundo está reservado às universidades; o terceiro andar será ocupado pela farmácia e laboratórios; o quarto piso será o do centro cirúrgico; no quinto será implantada a UTI; no sexto a unidade vascular; no sétimo será a oncologia; no oitavo será a quimioterapia; o nono andar é galeria técnica; e na cobertura foi construído um heliponto.

O HRO

O Hospital Regional do Oeste atua hoje em regime de alta complexidade, com 25 especialidades e atendendo a 1,3 milhão de pessoas de cerca de 120 municípios do Grande Oeste. Conta com 337 médicos e 1.032 funcionários.

Valmor Lunardi

O deputado Altair Silva é autor do Projeto de Lei que designa a nova ala do Hospital Regional Oeste (HRO) como Doutor Valmor Ernesto Lunardi. O projeto foi aprovado na Assembleia Legislativa e sancionado pelo Governador do Estado e agora é lei, através do número 17.218. “Ele sempre soube investir nas suas amizades e levava próximo de seus projetos a família. Fez muito por Chapecó”

Valmor Ernesto Lunardi nasceu em Xaxim no dia 15 de novembro de 1933. Iniciou sua vida profissional como médico cirurgião-geral e clínico, foi perito médico do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) e, ainda, autuou como agropecuarista em Chapecó. Ao longo de sua vida sempre esteve a serviço da comunidade, trouxe bons projetos para a cidade, construiu novas estradas e atraiu pequenas e grandes empresas para o município. Foi o primeiro presidente e coordenador da Exposição-Feira Agropecuária, Industrial, e Comercial de Chapecó (EFAPI) e em 1999 recebeu o Título de Cidadão Chapecoense.