CHAPECÓ

    DIONÍSIO CERQUEIRA – Moradora de Dionísio morre cinco dias após contato com taturana

    11

    Uma mulher de 60 anos morreu na noite deste domingo (07), por volta das 23h30, no Hospital Regional de São Miguel do Oeste/SC em decorrência de envenenamento por contato com a lagarta taturana. Ela deu entrada no hospital na última quarta-feira (03), mas o acidente teria ocorrido ainda na terça-feira (02), no interior de Dionísio Cerqueira/SC.

    Conforme a diretora técnica do Hospital Regional, a médica Kátia Bugs, a mulher, identificada como Tereza Griebler, não relatou, no primeiro atendimento, em Dionísio Cerqueira, o contato com a lagarta, o que dificultou o diagnóstico e tratamento inicial. Após, ela buscou novo atendimento médico, já com o quadro evoluído, sendo transferida para São Miguel do Oeste. Assim, o soro antilonômico, que deve ser administrado o mais rápido possível, não foi suficiente para reverter o quadro.

    A médica ressalta que, em casos de contato com a lagarta, a vítima deve procurar rapidamente o atendimento médico e comunicar o fato, recebendo assim o soro e anulando as toxinas mortais do animal. “Quanto mais precoce for a administração menores serão os danos causados, pois há uma maior ‘neutralização do veneno'”, explica a médica.

    Os primeiros atendimentos a vítima foram no posto de saúde e no hospital de Dionísio Cerqueira, que encaminhou o caso para São Miguel do Oeste.

    Fonte: Portal Tri