CHAPECÓ
Notícias Durante operação, Polícia Federal apreende 19 veículos em Chapecó e em Cordilheira...

Durante operação, Polícia Federal apreende 19 veículos em Chapecó e em Cordilheira Alta

8445

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (31) a segunda fase da Operação Carcinoma, com o fim de descapitalizar organização criminosa responsável pelo contrabando de cigarros do Paraguai para os três estados da Região Sul.

Estão sendo cumpridos 19 mandados de apreensão de automóveis e caminhões em Chapecó e de Cordilheira Alta, no Oeste de Santa Catarina.
A investigação aponta que os líderes da organização mantinham uma revendedora de caminhões de fachada e cooptavam motoristas para realizarem o transporte dos cigarros contrabandeados com a promessa de repassar o caminhão após um determinado número de viagens, como uma espécie de premiação. Contudo, esse modus operandi tinha o objetivo de desvincular, da responsabilidade dos líderes, a carga eventualmente apreendida e a prisão em flagrante do motorista.
Ao longo das investigações, foram apreendidos doze milhões de maços de cigarros estrangeiros, quarenta e um caminhões e presas em flagrante quarenta e quatro pessoas. O valor estimado dos cigarros apreendidos é de aproximadamente sessenta milhões de reais, com aproximadamente trinta milhões de reais em tributos sonegados.

Na primeira fase da operação, deflagrada em 18 de novembro de 2021, foram cumpridos 10 mandados de prisão preventiva e 19 de busca e apreensão, nas cidades gaúchas de Tenente Portela e Três Passos, em Santa Catarina, nos municípios de Chapecó, São Miguel do Oeste e Cordilheira Alta, e no Paraná, em Guaíra, Cascavel, Umuarama e Floresta.

A Operação foi denominada Carcinoma, um tipo de câncer, não só pela associação aos prejuízos causados pelo cigarro à saúde humana, mas também pelo fato de que a organização cooptava pessoas sem antecedentes criminais, prometendo-lhes vantagens condicionadas ao êxito da atividade ilícita, provocando uma espécie metástase criminal (infectando células limpas).

Foto: Divulgação / Policia Federal

Secured By miniOrange