CHAPECÓ
Notícias Encontro da Imprensa Catarinense comemora os 86 anos da ACI e os...

Encontro da Imprensa Catarinense comemora os 86 anos da ACI e os 50 anos da Casa do Jornalista

48

Pelo 11º ano consecutivo Chapecó será palco da maior festa da comunicação barriga-verde: O ENCONTRO DA IMPRENSA CATARINENSE. O tradicional evento está confirmado parta o dia 04 de agosto deste ano, sábado, na sede social da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e receberá cerca de 500 profissionais de todo o Estado.  

Em 2018, a festa marcará os 50 anos de surgimento da Casa do Jornalista e os 86 anos de fundação da Associação Catarinense de Imprensa (ACI), entidades promotoras do evento junto com a MB Comunicação.

A fundação da ACI ocorreu em Florianópolis através da liderança do jornalista e professor Altino Flores, profissional que marcou destacada presença na comunicação do Estado durante mais de cinco décadas. 

O calendário oficial de Santa Catarina indicou, durante todo o século passado, como sendo em 1934 a data de criação da Associação Catarinense de Imprensa. Constava de documentos do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina e da Academia Catarinense de Letras, além de várias obras de renomados historiadores.

No livro “Altino Flores – Fundador da ACI” um trecho documenta a descoberta de uma nova data de criação da entidade e traz novos dados sobre os jornalistas e intelectuais que colaboraram. Entre os que tiveram ativa participação destacam-se Othon Gama d’Eça, José Diniz, Martinho Calado Junior, Sebastião Vieira, Osvaldo Melo, João Baptista Pereira, Laércio Caldeira de Andrada, Tito Carvalho, Gustavo Neves, Flávio Bortoluzi de Souza.

Num período conturbado da vida nacional, a fundação de uma entidade de jornalistas representava mudança e risco de confrontações.  Ao longo destes 86 anos, a semente plantada por Altino Flores e seus companheiros frutificou.  Durante o Estado Novo a entidade sofreu perseguições e viveu períodos de inatividade. 

A partir da redemocratização, em 1946, retornou com o nome de Associação dos Profissionais de Imprensa, tornando-se mais vigorosa na década de 1950. A Associação foi fundamental para a criação do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Santa Catarina. Em 1968, o jornalista Alirio Bossleconstatou, em Porto Alegre, que a Associação Riograndense de Imprensa era uma entidade agregadora e forte, que reunia jornalistas, radialistas e empresários de comunicação. Trouxe a ideia para Santa Catarina, criando a Casa do Jornalista.

Na gestão de Osmar Teixeira, a entidade retornou à denominação original, com a mudança do nome, passando a se denominar Associação Catarinense de Imprensa/Casa do Jornalista. A ACI tem hoje na presidência o jornalista Ademir Arnon.

DÉCIMO-PRIMEIRO

Coordenado pelo diretor regional do oeste da ACI, Marcos Antônio Bedin, o evento consistirá de solenidade festiva, homenagem aos profissionais de comunicação com 50 anos de atividades e almoço festivo. (As indicações para esse prêmio estão sendo recebidas pelo e-mail mb@mbcomunicacao.com.br).Participarão da festa jornalistas, radialistas, publicitários, relações públicas, mídias, docentes, empresários e proprietários de meios de comunicação, representando o caráter multiprofissional da ACI.

O Encontro envolve todo o trade comunicacional e tem o apoio institucional da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT), Associação dos Jornais do Interior do Estado de SC (ADJORI), Associação dos Diários do Interior de SC (ADI), Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado de Santa Catarina (SINDEJOR), Sindicato das Agências de Propaganda de SC (SINAPRO/SC), Sindicato dos Jornalistas Profissionais de SC e Associação dos Cronistas Esportivos de SC (ACESC).

 

Secured By miniOrange