CHAPECÓ
Educação Escolas contam com sistemas de monitoramento e portões eletrônicos em Pinhalzinho

Escolas contam com sistemas de monitoramento e portões eletrônicos em Pinhalzinho

município e a comunidade escolar investiram em câmeras de segurança e portões eletrônicos.

8877

Após a chacina na Creche Aquerela, em Saudades (SC), muitos pais estão inseguros ao encaminhar os filhos para as escolas. Em Pinhalzinho, a Secretaria de Educação está investindo na segurança dos centros educacionais desde 2017, com a instalação de câmeras de videomonitoramento, portões eletrônicos, cercas e muros. O secretário de Educação, Fabrício Fontana, afirmou que as escolas do município têm um ambiente confortável e seguro para as crianças e adolescentes.

“Estamos preparando as escolas para que tenham o mínimo de segurança possível. Investimos junto com a comunidade em videomonitoramento e portões eletrônicos. Nossas escolas têm um ambiente tranquilo e confortável e as questões internas de muros e cercas existem em todas as unidades, mas foram feitas para que nossos estudantes não saíssem do local, e não para barrar esse tipo de situação que aconteceu em Saudade. Precisamos dialogar e inclusive vamos pensar junto com a AMOSC o que podemos fazer”, comenta Fontana.

O secretário afirmou que tornar as escolas em uma espécie de “presidio”, com muros altos e seguranças armados no ambiente educacional não é a saída. “Precisamos entender que a sociedade precisa fazer a sua parte diante desse processo. Os pais precisam fazer uma reflexão de que maneira estão criando os filhos e como a sociedade está criando os adolescentes. Será que temos muitos direitos e poucos deveres ou supervalorização de algumas ações. Não podemos ter na escola reféns da própria comunidade, lá estão crianças e adolescentes, nossos cidadãos do futuro”. 

Foto: Divulgação

Secured By miniOrange