Governador Carlos Moisés inaugura novo acesso ao Sul da Ilha e ao aeroporto de Florianópolis

8490

O dia tão esperado pela população do Sul da Ilha de Santa Catarina chegou. O governador Carlos Moisés inaugurou na tarde desta quinta-feira, 24, o novo acesso ao aeroporto e à região sul da capital catarinense. Trata-se de uma nova rodovia, com oito quilômetros de extensão, sendo a maior parte em pista duplicada. Além de ligar toda a cidade ao terminal aeroportuário, a estrada também absorve 60% do tráfego em direção aos bairros da região, desafogando a SC-405, no Rio Tavares.

Iniciada em 2014, a obra teve quase metade dos seus trabalhos realizado após o início da atual gestão, em janeiro de 2019, em um ritmo três vezes superior aos anos anteriores. O custo total da obra, que envolveu um intenso trabalho de preservação ambiental, foi de R$ 219 milhões, incluindo supervisão, desapropriações e obras de arte especiais. Apenas em desapropriações, o Governo do Estado desembolsou aproximadamente R$ 77 milhões.

Na solenidade de inauguração, o governador Carlos Moisés destacou que o Governo montou uma força-tarefa para liberar parcialmente o trânsito no local, já em outubro de 2019, quando foi inaugurado o novo terminal do aeroporto de Florianópolis. Desde então, foram feitos os acabamentos, a liberação da pista dupla em um dos lotes e trabalhos complementares.

“É uma satisfação para nós voltar aqui, pois o Governo acelerou essa obra. Nós conseguimos concentrar os esforços e fazer acontecer. É uma obra que impacta essa região, traz mais conforto e segurança para as pessoas que vão ao Sul da Ilha. Também não existe mais aquela época em que nós perdíamos o voo por causa de um jogo de futebol ou água na pista por conta da maré alta”, afirmou o governador.

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, lembrou que a instalação do novo acesso ao Sul da Ilha foi um enorme desafio do ponto de vista ambiental e das desapropriações, uma vez que parte da rodovia corta um trecho urbanizado.

“Hoje é um dia festivo. Foram anos de espera. Essa obra começou em 2014, em outra gestão, e foi paralisada. Não havia um ritmo de obra e nós conseguimos fazer isso, num ritmo três vezes superior. Esse é um trecho importante para o desenvolvimento do Sul da Ilha e do turismo na cidade como um todo”, opinou Vieira.

Iluminação será feita, apesar de não estar no projeto original

A inauguração desta quinta-feira ocorre conforme o projeto executivo de implantação e pavimentação da rodovia, com todas as licenças necessárias. Apesar de não haver obrigatoriedade de rede de iluminação em rodovias estaduais, e da instalação em trechos urbanos ser responsabilidade da prefeitura, o Governo do Estado assumiu o compromisso de garantir a iluminação pública, buscando dar mais segurança para os usuários do trecho.

O edital de licitação para contratar a empresa responsável pela obra de implantação da rede de iluminação no novo acesso está em andamento e a abertura da documentação será no dia 29 de setembro. O orçamento previsto para a contratação dos serviços é de R$ 6,8 milhões e o prazo para a conclusão dos trabalhos é de quatro meses, após assinatura da ordem de serviço.

Atualmente, parte do trecho conta com uma iluminação provisória, instalada por parte do poder municipal.

Governo autoriza lançamento do edital de projeto para aumento de capacidade da SC-401

Na mesma solenidade, o governador e o secretário de Estado da Infraestrutura também autorizaram o lançamento de um edital de licitação para projetos de ampliação de capacidade em alguns trechos da rodovia SC-401, no trecho do Norte da Ilha.

“A obra que está em execução hoje na SC-401 tem como foco a segurança viária. Agora, precisamos resolver a mobilidade do Norte da Ilha nesse trecho. É um projeto divido em lotes”, explica o secretário Vieira.

Os projetos devem prever uma via marginal de ligação entre o Caminho dos Açores e o acesso ao bairro Cacupé, a implantação de terceiras faixas nos dois sentidos do Morro do Jardim da Paz, no bairro João Paulo, a ligação das vias marginais entre quilômetros 14,1 e 16,4, no trecho próximo ao Floripa Shopping, além da integração do sistema cicloviário entre os quilômetros 14,1 e 19,3.

Os projetos devem ficar prontos em até 300 dias após a ordem de serviço e terão um custo aproximado de R$ 695 mil.

Fonte: Secom