CHAPECÓ
Geral Governo do Estado nega liminar que pede a reabertura de empresas do...

Governo do Estado nega liminar que pede a reabertura de empresas do ramo de alimentação

9966

Nesta quinta-feira (16), o Governo do Estado de Santa Catarina negou a liminar que solicita a reabertura de todas as empresas do ramo de alimentação no estado. O mandado de segurança pedindo a liberação de funcionamento do setor gastronômico como um todo foi impetrado pelo Chapecó Convention e demais entidades do Trade Turístico de Santa Catarina.

As entidades informam que já recorreram da decisão que restringe e inviabiliza o exercício da atividade econômica por parte de seus associados. A ação representa diversos sindicatos e associações, empresas ligadas ao setor de bares, restaurantes e similares que se sentem inconformados com a forma discriminatória e seletiva que o Governo do Estado decidiu sobre quem pode funcionar, e pedem a liberação total das atividades.

A presidente do Chapecó Convention, Branca Rubas, afirma que existe uma discriminação com o setor. “É necessário reduzir a movimentação do público, mas não tem como deixar as portas desses estabelecimentos fechadas. Os restaurantes, bares e cafés precisam atender as pessoas que trabalham no comércio que voltou a funcionar e o setor precisa desse fomento para não enfraquecer a economia, manter e gerar empregos. Todos os estabelecimentos envolvidos seguirão as normas de higiene estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde, Governo do Estado e Vigilância Sanitária”, ressalta a presidente.

Entidades que assinaram o mandado de segurança

Chapecó Convention & Visitors Bureau, Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Chapecó (Sihrbasc), Associação Blumenauense de Turismo, Eventos e Cultura (Ablutec), Sindicado de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Blumenau e Região (Sihorbs), Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Balneário Camboriú e Região (Sindisol), Associação de Bares e Restaurantes de Balneário Camboriú (Abres), Associação Visite Pomerode (Avip), Associação Empresarial de Pomerode (Acip) e Conselho de Turismo da Serra Catarinense (Conserra/Amures).

Secured By miniOrange