CHAPECÓ
Destaques Guitarrista chapecoense é selecionado para integrar banda de mil músicos

Guitarrista chapecoense é selecionado para integrar banda de mil músicos

10052

O sonho e objetivo de qualquer músico é compor uma banda. Levar alegria e diversão para as pessoas é um talento muito necessário nos dias de hoje em que todos têm grandes batalhas a serem vencidas. Imagine, então, o que pode alcançar um grupo com mil músicos. O guitarrista chapecoense, Caco Ames, terá essa experiência no dia 7 de maio, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília/DF, quando acontece o projeto Rockin’ 1000 BR .

Essa é a primeira vez que o evento acontece no Brasil. Serão executadas 20 músicas do rock nacional e internacional. Philippe Seabra, vocalista e guitarrista da banda Plebe Rude, será o maestro dessa gigantesca banda de rock. Serão dois dias de ensaios antes da apresentação ao público que já pode adquirir ingressos ao preço de R$ 120 (meia entrada) e R$ 240 (inteira).

“Ser selecionado para o projeto Rockin’ 1000 BR é uma realização. Já acompanho as versões do projeto mundo a fora e sempre me imaginei tendo essa experiência. Quando soube que o Brasil seria palco desse evento surreal corri e fiz minha inscrição. Sempre na torcida de ser selecionado, mas com os pés no chão e a mente aberta, caso não fosse. Sinto-me orgulhoso em representar minha cidade nesse momento histórico, não só para mim, mas para todo o Brasil”, comemora o músico. Outro chapecoense que estará na banda será o também guitarrista Marcos Janowitz.

Caco Ames é músico autodidata desde os 14 anos de idade. Montou a primeira banda no estilo punk rock aos 15, influenciado por Green Day, Ramones, Offspring e Rancid. Tocando em pistas de skate e festas, se aprimorou e cresceu no cenário local. Passou por vários projetos musicais, várias bandas sempre sendo o “frontman” e mantendo o estilo punk. Hoje com 40 anos de idade, compõe músicas para projetos próprios, além de colaborar com o trabalho de outros artistas, inclusive como produtor musical.

Rockin’ 1000
O projeto Rockin’ 1000 iniciou há seis anos quando reuniu mil músicos para tocar o hit “Learn To Fly”, do Foo Fighters, na cidade de Cesena, na Itália. Um movimento similar, o CityRock, aconteceu na Europa. Na edição brasileira, a banda será composta por 250 bateristas, 250 guitarristas, 250 vocalistas e outros 250 divididos em baixistas, metais, tecladistas, violinistas e outros. A turnê deve seguir por outras quatro capitais, ainda em definição. Uma cada região do Brasil, com novas inscrições para agregar outros talentos musicais de todos os estilos do rock’n roll.

Secured By miniOrange