Hemerson Maria projeta confronto contra o Marcílio Dias

9694

A Chapecoense realizou, nesta sexta-feira, o último treino em Chapecó antes de viajar para Itajaí, onde enfrenta, no próximo domingo (09), o Marcílio Dias. Com dois pontos somados em quatro partidas, o time comandado por Hemerson Maria tem um único objetivo: o de conquistar a primeira vitória na temporada. Após as atividades – que foram realizadas no CT Água Amarela – o técnico do time verde e branco concedeu entrevista. “Amanhã, no último treino, eu vou definir a equipe que vai jogar. A semana foi boa, foi proveitosa. Esperamos contra o Marcílio Dias fazer um grande jogo e conseguir a nossa primeira vitória”.

Questionado sobre a qualidade do adversário, Maria exaltou a dificuldade que espera no embate, mas afirmou que a Chapecoense tem competência para vencer – mesmo que o confronto aconteça longe dos domínios alviverdes. “O Marcílio Dias vem fazendo um campeonato bastante equilibrado, com uma derrota apenas. (…) tem duas vitórias em casa, é um time muito forte lá, porém uma equipe que almeja a classificação e, consequentemente, uma das vagas na final, tem que pontuar fora de casa. Vamos pra lá com o intuito de fazer um jogo bastante agressivo, competitivo, equilibrado em todos os setores, pra que possamos sair com a vitória. É um jogo difícil, mas temos a capacidade de ir lá e vencer”.

Foto: Márcio Cunha/ACF
Foto: Márcio Cunha/ACF

Apesar do momento adverso, o treinador avaliou que, independente da situação, a pressão existirá, mas que os jogadores devem estar preparados para isso. Ademais, ele falou sobre o trabalho que está sendo feito a fim de reverter a situação complicada. “O atleta que trabalha na Chapecoense tem que ter a consciência de que a todo momento ele vai ter pressão. Se tivéssemos quatro vitórias, teria pressão para ter a quinta. Se estivéssemos na segunda colocação, teria pressão pra assumirmos a liderança. Assim vai ser uma Série B do Brasileiro. (…) Você tem que se preparar para ter uma boa performance, então o que me dá a certeza de que vamos nos recuperar desse momento ruim, é a convicção de que o trabalho está sendo feito. A gente cobra, mostra, orienta. Vai ter o momento que os atletas vão começar a ter um nível de futebol melhor”.

Por fim, o treinador falou sobre os atletas que foram apresentados na última semana e que já estarão à disposição para o embate do próximo domingo. “O Kadu chegou aqui melhor do que alguns atletas que estavam jogando – na questão física. Com duas semanas nós já condicionamos ele fisicamente e agora ficou a questão de posicionamento, tempo de bola, a questão tática da equipe. (…) Ele tá pronto pra jogar, precisa do famoso ritmo de jogo. O Alan (Santos) também foi uma situação que surpreendeu a todos positivamente. Ele chegou aqui, fez uma semana de trabalhos físicos, inseri ele no trabalho e a resposta foi muito positiva”.

Marcílio Dias e Chapecoense entram em campo no próximo domingo (09), às 17h, no Estádio Dr. Hercílio Luz. A partida é válida pela 5ª rodada do Campeonato Catarinense.

Por Alessandra Seidel