Joinville tem primeiro caso de dengue contraído no município em 2020; drones são usados na fiscalização

8653

Foi confirmado em Joinville, no Norte catarinense, o primeiro caso de dengue contraído dentro da cidade em 2020. Uma criança de 9 anos foi diagnosticada com a doença, conforme informação divulgada pela Vigilância Ambiental do município.

De acordo com o órgão, ela é moradora do Comasa, bairro da zona leste, um dos dez considerados infestados pela dengue. Na manhã desta terça (4), a Prefeitura informou que a criança já está em casa se recuperando.

A Prefeitura afirma ainda que será feita uma ação no bairro Comasa para aplicação de larvicidas — compostos químicos utilizados no combate ao mosquito — nesta terça-feira.

Além do Boa Vista, os bairros Bucarein, Comasa, Espinheiros, Floresta, Guanabara, Itaum, Jardim Iririú, Jardim Sofia e Jarivatuba estão infectados pela doença, segundo a Vigilância.

“O risco de epidemia á grande no momento”, afirmou Nicoli dos Anjos, coordenadora do Serviço de Vigilância Ambiental.

É o segundo caso de dengue registrado em Joinville neste ano. No mês de janeiro, um homem de 62 anos, morador do bairro América, na região central, foi diagnosticado após ter contraído a doença no Paraná.

O estado paranaense já registrou pelo menos 5,3 mil casos de dengue e 23,1 mil notificações desde agosto de 2019, conforme boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde do PR no dia 7 de janeiro.

Casos identificados ano passado

Em 2019, foram identificados quatro casos da doença contraídos no município. O último deles foi detectado no fim de dezembro de 2019, em uma moradora do bairro Jarivatuba. De acordo com a administração municipal, a paciente procurou atendimento médico e passa bem.

Foram detectados ainda outros 14 casos importados, ou seja, contraídos fora da cidade. Além da dengue, três casos importados de febre chikungunya foram identificados em Joinville no ano passado.

Vistoria

A fiscalização dos locais onde pode haver focos de dengue começou a ser feita em Joinville com o auxílio de drones. Imóveis fechados, onde os fiscais não têm acesso, tem recebido a vistoria.

O drone capta imagens de vídeo e fotos dos ambientes suspeitos e verifica onde pode ter acúmulo de água. Se a fiscalização identificar algum risco, o proprietário é notificado para que seja feita a limpeza.

Joinville tem primeiro caso de dengue contraído no município; drones são usados na fiscalização — Foto: NSC TV/Reprodução

De acordo com a coordenadora da Vigilância Ambiental, os locais foram definidos previamente pelo órgão.

“Pontos que já são alvos de denúncia, que a gente não conseguiu verificar por estar fechado há muito tempo, e também alguns locais onde tem caixa d’água, calha, pra gente poder identificar o acúmulo de água”, explicou dos Anjos.

Denúncias podem ser feitas por meio da Ouvidoria da Prefeitura de Joinville, no número 156.

Foto: NSC TV/Reprodução

Fonte: G1