CHAPECÓ
Educação Laboratório de Biotecnologia em Sanidade Animal é inaugurado em Chapecó

Laboratório de Biotecnologia em Sanidade Animal é inaugurado em Chapecó

44
Divulgação/Assessoria

A Epagri promove nesta quarta-feira, o III Fórum Oeste Catarinense do Leite – Focaleite. O evento acontece no Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar da Epagri (Epagri/Cepaf). Durante o Fórum, será realizada a inauguração do Laboratório de Biotecnologia em Sanidade Animal (Biotecsa) instalado dentro da unidade.

O Oeste catarinense é a maior bacia leiteira catarinense, com 75.1% da produção do Estado. Para atender a essa demanda o laboratório vai trabalhar com foco em diagnóstico microbiológico e molecular de enfermidades que afetem a produção animal e a saúde pública.

Vagner Miranda Portes, médico-veterinário, doutor em biotecnologia e biociência e pesquisador da Epagri/Cepaf, é o profissional que estará à frente do Biotecsa. Ele explica que o laboratório conta com tecnologia de ponta, inclusive para realização de testes de DNA, e tem, entre as diversas proposições, a de auxiliar na elaboração de uma visão epidemiológica sobre patógenos infecciosos circulantes na cadeia láctea do Oeste de Santa Catarina, trazendo subsídios para programas de vigilância epidemiologia e de saúde pública. Também serão gerados conhecimentos estratégicos para controle de mastite e da sanidade bovina.

Entres os resultados esperados com a implantação do laboratório estão reflexos positivos na produtividade e na qualidade da matéria prima, bem como a geração de informações para indústria de lacticínios que auxiliem a implementação de medidas focadas na qualidade e segurança dos alimentos.

O Biotecsa vai usar estruturas de outros laboratórios já existentes na Epagri/Cepaf, sem interferir na operação destes. Também foram investidos R$ 200 mil em novos equipamentos, com verbas da Fapesc, PAC Embrapa e da própria Epagri.

Focaleite

Esse é o terceiro ano que a Epagri realiza o Fórum Oeste Catarinense do Leite. Neste ano o evento debaterá a qualidade do leite e seus derivados. Entres os temas as serem discutidos estão a importância do diagnóstico no controle da mastite bovina e sua relação com a qualidade dos lácteos, imunologia de glândula mamária, e uma avaliação das Unidades de Referência Técnica (URTs) acompanhadas pela Epagri.

São esperadas cerca de 150 pessoas, a maioria técnicos da região que trabalham com a cadeia produtiva do leite. Estudantes, agricultores e outros profissionais também são bem-vindos no evento.

Secured By miniOrange