CHAPECÓ
Notícias Mascote da casa lar de Itá auxilia crianças no desenvolvimento emocional

Mascote da casa lar de Itá auxilia crianças no desenvolvimento emocional

8269

A casa lar de Itá, onde ficam as crianças e adolescentes que foram retirados de suas famílias temporária ou permanentemente, ganhou uma mascote. A cachorrinha Mel foi adotada, há poucos dias, pelos responsáveis do abrigo com o objetivo de auxiliar no desenvolvimento emocional dos acolhidos. E o resultado já e perceptível.

A psicóloga da casa lar, Franciele Pozzebon, conta que na chegada do animal houve uma organização espontânea dos acolhidos para votar o nome da cadela, já que eram duas as opções sugeridas por eles mesmos. “Em conversa com os demais membros da diretoria da casa, decidimos ter um bichinho de estimação porque esse contato é muito bom para as crianças. Além de trabalhar o desenvolvimento emocional dos acolhidos, melhora o comportamento das crianças e adolescentes. E, assim, também aprendem a prática do amor, do cuidado e da responsabilidade com outro ser”, ressaltou Franciele.

A profissional lembra que a reação de alegria dos acolhidos foi imensa quando viram a cachorrinha. Os menores balbuciavam “au, au” e os maiores se preocupavam se ela realmente permaneceria com eles.

“As crianças que estão hoje no abrigo já têm esse presente. Mas a Mel continuará ali para interagir com outros acolhidos que futuramente possam vir para a casa. É uma experiência que só vai fazer bem a todos eles, com todos os benefícios da convivência com um animalzinho”, conta.

O magistrado responsável pela comarca de Itá, Rodrigo Climaco José, aprovou a ideia. “Os cuidados com alimentação, higiene e organização da Mel são de responsabilidade das crianças e adolescentes. Além de ensinar os acolhidos, essa cachorrinha estava carente de amor e carinho, e agora também ganhou um lar”, considera.

Secured By miniOrange