CHAPECÓ
Esportes Messi anuncia que jogadores do Barça reduzirão em 70% os salários

Messi anuncia que jogadores do Barça reduzirão em 70% os salários

8417
O capitão do Barcelona, Lionel Messi, anunciou nesta segunda-feira em comunicado que os jogadores do Barcelona aceitaram uma redução salarial de 70% diante da crise do coronavírus, e que irão ajudar financeiramente os funcionários do clube para que recebam integralmente seus salários.

“Chegou o momento de anunciar que, à margem da redução de 70% de nosso salário durante o Estado de Emergência, vamos fazer uma doação também para que os funcionários do clube possam receber 100% de seus salários, enquanto durar esta situação”, informou Messi via Instagram.

O capitão do Barça se mostrou incomodado com as informações que circulavam de que o elenco profissional do clube estaria demorando para aceitar a proposta da diretoria para reduzir os salários durante a crise do coronavírus. “Queremos esclarecer que nossa vontade sempre foi aplicar uma redução do salário que recebemos, porque entendemos perfeitamente que se trata de uma situação excepcional e sempre fomos os primeiros a ajudar o clube quando nos foi pedido”, garantiu Messi.

“Por isso, não deixa de nos surpreender que de dentro do clube tivesse quem tentasse nos colocar sob uma lupa e nos pressionar para fazer algo que a gente sempre soube que faria”, completou a estrela argentina do Barça. “De fato, se o acordo demorou alguns dias é simplesmente porque estávamos buscando uma fórmula para ajudar o clube e também seus funcionários nestes momentos difíceis”, concluiu o seis vezes melhor jogador do mundo.

O Barcelona também confirmou nesta segunda-feira acordos para redução salarial momentânea com os elencos de seus outros esportes profissionais. Na nota, o Barça destaca que, “no caso da equipe principal (de futebol), a redução será superior a 70% do pedido inicialmente pelo clube.

Este aporte adicional do elenco, assim como o aporte que o clube fará, permitirá garantir 100% dos salários de todos os funcionários não esportivos” afetados pelo Expediente de Regulação Temporário de Trabalho (ERTE). O clube anunciou na semana passada que irá aplicar este ERTE, que consiste na redução da jornada de trabalho e do salário, devido a suspensão do futebol causada pela pandemia do coronavírus na Espanha, onde o governo decretou o Estado de Emergência até 11 de abril.

Fonte: Correio do Povo
Foto: Lluis Gene / AFP / CP