Morte de bebê de um mês e onze dias é investigada em Chapecó

1107

A morte de um bebê, nesta sexta, 24, em Chapecó/SC, será investigado pela Divisão de Investigação Criminal (DIC/Fron).

Ao chegar no hospital, a mãe disse que seu filho de um mês e 11 dias, havia se afogado na amamentação. A equipe médica realizou os procedimentos de reanimação, porém, sem êxito e o bebê, um menino, morreu. Uma médica que participou do atendimento disse à polícia que, durante o procedimento, o bebê teria expelido grande quantidade de leite, fato que levantou a suspeita de a causa da morte ter sido por asfixia.

Segundo o registro da polícia, a mãe da criança apresentava sinais de embriaguez.

Uma mulher, de 24 anos, disse que ambas foram a uma casa de shows naquela noite e ingeriram bebidas alcoólicas. Alegou alegou lembrar do consumo de uma garrafa de vodka e que no momento da saída da festa, segundo a mulher, elas não conseguiram pagar a conta e a comanda em que estava marcada a bebida consumida ficou retida no caixa do estabelecimento. Elas foram liberadas e seguiram para casa.

A testemunha dos fatos disse que, por volta das 5h30min da manhã, a mãe da criança deitou com o bebê na cama e passou a amamentá-lo, mais tarde, a mulher percebeu que a criança não se movimentava e então elas conduziram o bebê ao Hospital Materno Infantil. No hospital, a morte foi confirmada.

O Instituto Geral de Perícias esteve no hospital junto com a Polícia Civil para os procedimentos. Em seguida, a residência onde aconteceram os fatos foi periciada.

O delegado que investiga o caso disse que a mãe da criança não foi presa. Ela estaria em coma alcoólico.