CHAPECÓ
Geral Movimento irá desocupar o prédio da Reitoria da UFFS

Movimento irá desocupar o prédio da Reitoria da UFFS

8683

O movimento de ocupação do prédio da Reitoria da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) decidiu em assembleia, encerrada após as 23h de quarta-feira (18), que irá desocupar o local. O movimento iniciou no dia 30 de agosto, contrário a nomeação de Marcelo Recktenvald como reitor.

Ficou decidido que o controle do portão do prédio, localizado na avenida Fernando Machado, centro de Chapecó, voltará a ficar sob responsabilidade da segurança. Informaram ainda que os alimentos que se encontravam na ocupação serão doados. O prazo solicitado, até as 10h de sexta-feira (20), segundo o movimento, é para realizar a limpeza e organização do local.

CONSUNI

A decisão foi tomada após a sessão do Conselho Universitário da UFFS (Consuni), realizada no período da tarde de quarta-feira (18). Foram analisadas as condições apresentadas pelos estudantes para um acordo pela desocupação do prédio da Reitoria.

A proposta de acordo enviada pelos estudantes do movimento Ocupa UFFS para que o prédio da Reitoria fosse desocupado, aprovadas na reunião, são:

1 – Convocação de sessão especial do Conselho Universitário para deliberação do pedido de recomendação da destituição de Marcelo Recktenvald do cargo de reitor, a qual deverá ocorrer até a data limite de 30 de setembro de 2019;

2 – Convocação de assembleia da comunidade acadêmica para, em caráter consultivo, se manifestar sobre a proposta de destituição de Marcelo Recktenvald do cargo de reitor, a qual deverá ocorrer antes da sessão mencionada no item 1.

3 – Convocação de sessão especial do Conselho Universitário para deliberação da não adesão da UFFS ao programa Future-se, a qual deverá ocorrer até a data limite de 30 de setembro de 2019;

4 – Convocação de assembleia da comunidade acadêmica para, em caráter consultivo, se manifestar sobre a não adesão da UFFS ao programa Future-se, a qual deverá ocorrer antes da sessão mencionada no item 1;

5 – Compromisso do Conselho Universitário de não haver prejuízos disciplinares e acadêmicos aos estudantes e aos servidores devido ao envolvimento em manifestações.

O Conselho convocou sessão para aprovar o pedido de destituição no dia 30 de setembro.

REINTEGRAÇÃO

Ainda no período da manhã de quarta-feira, a Justiça Federal de Chapecó negou pedido de reintegração de posse forçada do prédio da Reitoria da UFFS. É que na audiência de conciliação, realizada em 10 de setembro, na sede da Justiça Federal – com a presença de representantes do movimento de ocupação e do novo Reitor, ficou acertado que o Conselho Universitário seria o mediador da desocupação.

O novo Reitor, Marcelo Recktenvald, foi nomeado no dia 30 de agosto pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro. Ele integrava uma tríplice lista, mas entre os três mais votados no processo eleitoral da universidade, foi o que teve a menor votação.

Foto: Arquivo Ráido Chapecó

Secured By miniOrange