CHAPECÓ
Notícias MPSC vistoria a nova estrutura da passarela do CIC

MPSC vistoria a nova estrutura da passarela do CIC

8795

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) aprovou as melhorias na passarela da Avenida Irineu Bornhausen, próxima ao elevado do CIC, em Florianópolis. Os órgãos técnicos que acompanharam a vistoria de hoje apresentarão um relatório da fiscalização sobre a segurança da estrutura.
Post
Na manhã desta segunda-feira (25/7), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) realizou a vistoria da nova estrutura da passarela da avenida Avenida Irineu Bornhausen, próxima ao elevado do CIC, em Florianópolis. A fiscalização foi convocada pela 30ª Promotoria de Justiça (PJ) da Capital e contou com a participação da Secretaria Municipal de Infraestrutura, da Defesa Civil do Município, do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA), do Observatório Social de Florianópolis e do Conselho Comunitário de Segurança (CONSEG) Centro.

O Promotor de Justiça Daniel Paladino, da 30ª PJ, após caminhar pelo trajeto e fiscalizar o local, constatou que a passarela da Avenida Irineu Bornhausen recebeu as correções e melhorias solicitadas à Secretaria Municipal de Infraestrutura. Há duas semanas, o MPSC havia realizado outra fiscalização para averiguar as denúncias de pedestres e ciclistas quanto à segurança do local.

“Em questão de segurança a passarela está bem satisfatória. É evidente que nós vamos esperar a posição dos órgãos técnicos que nos acompanharam aqui na vistoria e vão nos embasar documentalmente sobre o que foi visto hoje”, afirma o Promotor de Justiça.

A 30ª PJ considera que foram atendidos os pedidos de melhorias na parte de engenharia, referentes à trepidação, às placas e aos fossos existentes entre elas, à falta de alinhamento e aos riscos à travessia de pedestres e ciclistas.

Post
A Secretaria de Infraestrutura informou que ainda há trabalhos adicionais que serão feitos até o final de semana.

Segundo Paladino, a atenção da Secretaria de Infraestrutura agora está voltada para a passarela da Avenida da Saudade, que está com estrutura muito degradada, oferecendo riscos às pessoas que circulam ali.

O Diretor da Defesa Civil Municipal, Luiz Eduardo Machado, ressaltou que foram observadas “umas questões de segurança, mas a passarela está em condições de receber pedestres e ciclistas, sem problema nenhum”. Machado alertou que a previsão do prazo para entregar as outras etapas é agosto e, após, será “feita uma vistoria novamente para verificar se está tudo de acordo”.

O próximo passo, segundo Paladino, será verificar o atendimento às normas de acessibilidade. “É um assunto que vamos tratar na outra semana; não me parece que estejam completos, ainda, todos os itens de acessibilidade, mas o que nos preocupava era questão de segurança, que, neste primeiro momento, parece estar resolvida”, conclui.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social

Secured By miniOrange