MUNDO – Aluno de Fisioterapia da Udesc é aprovado em programa de residência no Hospital Sírio-Libanês

    0

    O aluno do curso de graduação em Fisioterapia do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (Cefid), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Davi de Souza Francisco, foi aprovado em primeiro lugar no programa de residência em Paciente Crítico do Hospital Sírio-Libanês, um dos mais conceituados da América Latina, em São Paulo.

    O processo seletivo começou em outubro de 2017 e só terminou em dezembro, com três fases e 94 candidatos inscritos para três vagas. No programa de residência, recém-formados das áreas de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia e Nutrição atuam com pacientes com problemas cardiorrespiratórios graves ou no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do hospital.

    O programa tem carga horária de 60 horas semanais e dura dois anos, sendo 80% desse tempo voltado à prática e 20%, à teoria. “Fazer residência com pacientes que necessitam de tratamento intensivo sempre foi meu objetivo, e o Sírio-Libanês é referência internacional nessa área”, afirma Davi.

    Excelência em saúde

    O Sírio-Libanês é um dos melhores hospitais da América Latina e um dos poucos no Brasil a ser credenciado pela Joint Comission International, órgão de controle de qualidade de hospitais mais importante do mundo.

    Para a professora Elaine Paulin, coordenadora do Laboratório de Fisioterapia Respiratória (Lafir), da Udesc Cefid, essa conquista é mérito do Davi e também de toda a formação que ele teve na Udesc. “É uma das melhores residências do Brasil”, diz.

    Davi conta que ficou muito surpreso e feliz ao saber que tinha sido aprovado no programa. “Foi a minha bagagem na Udesc e no Lafir que me preparam para as provas, e por isso passei”, conclui.

    Assessoria de Comunicação da Udesc