CHAPECÓ
Destaques Nestlé Purina inicia construção de unidade em Vargeão e projeta R$ 2,3...

Nestlé Purina inicia construção de unidade em Vargeão e projeta R$ 2,3 bilhões em investimentos

8336

Com Santa Catarina na rota dos grandes investimentos, o governador Carlos Moisés acompanhou, na manhã desta quarta-feira, 15, o lançamento da pedra fundamental da unidade industrial do grupo Nestlé Purina em Vargeão, realizado na Fazenda Agropecuária Arapari. Ao longo das três etapas de implantação, serão investidos ao menos R$ 2,3 bilhões, com previsão de gerar até 200 postos de trabalho diretos e 1,8 mil indiretos.

“O papel do Governo do Estado é ser parceiro, sempre de forma correta, transparente, sem criar dificuldades para quem quer investir, produzir, gerar emprego e ajudar no desenvolvimento de Santa Catarina. A vinda da Nestlé Purina é um resultado concreto desta forma de trabalhar. Nosso estado cresce muito mais que o Brasil. Estamos investindo na infraestrutura, inclusive em rodovias federais, para manter esse ciclo positivo”, declarou o governador Carlos Moisés.

O ato, realizado no município no Oeste catarinense, também teve a presença do presidente da Nestlé Brasil, Marcelo Melchior, do presidente da Nestlé Purina Brasil, Marcel de Barros, além de gestores do Governo do Estado e lideranças locais.

“Para nós, era muito importante fazer este evento simbólico neste ano, porque estamos completando 100 anos da Nestlé no Brasil”, afirmou Melchior. “Em 1921, abrimos a primeira fábrica, então a mais inovadora do país, em Araras, e está sempre passando por modernizações e atualizações. Isso demonstra que o nosso compromisso realmente é a longo prazo. A ideia é que este investimento crie valor para sempre, que as gerações futuras vejam este investimento com o mesmo orgulho com que nós olhamos o de 1921”, completou o presidente da Nestlé Brasil.

A unidade industrial será voltada à produção de alimento para cães e gatos. Além de atender o consumo local, o objetivo da multinacional é consolidar o Brasil como plataforma de exportação.

:: Mais fotos no álbum 

De acordo com os executivos da empresa, a escolha por Santa Catarina se deu em razão das vantagens competitivas como a proximidade dos fornecedores, a força portuária e o apoio recebido pelo Governo do Estado. “Foi uma escolha fácil no fim das contas, considerando a parte logística, a infraestrutura e a mão de obra qualificada e qualificável pelos programas do Governo do Estado. Também foi um fator fundamental o compromisso que o Governo de Santa Catarina tem com a sustentabilidade e a inovação, além da equipe técnica do Governo, que tem sido importante para progredirmos no avanço desse empreendimento”, afirmou o vice-presidente de Assuntos Públicos da Nestlé Brasil, Gustavo Bastos.

Desde que a empresa manifestou interesse na instalação da fábrica em Santa Catarina, o governador determinou às secretarias de Estado da Fazenda (SEF) e do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) que atuassem para ajudar o empreendimento a sair do papel.

O apoio do Estado à instalação da unidade industrial da Nestlé Purina se deu no contexto do Programa para Atração de Investimentos e Incentivos a Novos Negócios para o Estado de Santa Catarina (Invest SC), criado para atrair novos investimentos para o território catarinense e auxiliar investidores em potenciais projetos de novos negócios.

“O governador nos entregou a missão de liderar esse acolhimento, com os secretários Altair Silva (Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural), Paulo Eli (Fazenda), Thiago Vieira (Infraestrutura e Mobilidade) e o Cleicio Poleto (presidente da Celesc). Estamos ouvindo as dores dos empreendedores e mobilizando o Governo do Estado para resolvê-las. Teremos muitos desafios pela frente e estamos prontos”, projeta o secretário da SDE, Luciano Buligon.

Empregos e impulso para a economia

A nova fábrica em Vargeão utilizará mão de obra local capacitada por meio de parcerias entre a empresa e o Governo do Estado. Além das etapas de instalação da fábrica, a partir do próximo ano, a previsão é de gerar mil empregos para profissionais terceirizados.

A região será beneficiada economicamente com o aumento da demanda por insumos da agroindústria, tanto por proteína animal quanto no consumo de grãos, insumos utilizados na produção de alimentos para cães e gatos.

Conforme a Nestlé Purina, a planta será construída já considerando política de zero destinação para aterros sanitários, projetos de reuso de água resultantes do tratamento de efluentes industriais, uso crescente de fontes renováveis e energia. Na primeira fase, será instalada uma linha de alimentos úmidos de tecnologia avançada, única e patenteada. O parque industrial terá a estrutura dimensionada para contemplar outras fases de ampliação e instalação de mais linhas de produção de alimentos úmidos, secos e outras tecnologias da indústria.

Para o município de Vargeão, com população estimada em 3.569 pessoas, o empreendimento representa uma transformação única na história.

“É um dia muito importante para Vargeão. Agradeço por todo o empenho da equipe do Governo do Estado e por todas as parcerias que já temos encaminhadas. Nossos empresários daqui também estão investindo e vamos crescer sem perder a qualidade de vida. Isso é o mais importante”, prevê o prefeito, Volmir Felipe.

O município também está inserido no programa Gente Catarina, criado pelo Governo do Estado para elevar o Índice de Desenvolvimento Humano. As ações específicas no município têm previsão de início em 2022.

O ato de lançamento da pedra fundamental também teve a presença dos secretários de Estado Altair Silva (Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural), presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, além de Werner Oscar Kunze, Jurema Biezus Kunze e Maria Albertina Neves Vieira, anfitriões e proprietários da Fazenda Agropecuária Arapari.

Fotos: Peterson Paul / Secom

Foto: Adriane Siqueira