CHAPECÓ
Geral Nucleovet lança campanha de incentivo ao consumo de proteína animal

Nucleovet lança campanha de incentivo ao consumo de proteína animal

Campanha "Proteína Animal - Do Passado ao Futuro" vai envolver entidades, mídias parceiras e profissionais da saúde mostrando os benefícios do consumo e os desafios do cenário atual

8888

O lançamento da campanha “Proteína Animal – Do Passado ao Futuro” será marcado por uma LIVE no Canal do Nucleovet no YOUTUBE com o Ex-Ministro da Agricultura e Presidente da ABPA Francisco Turra  e com o Presidente do NUCLEOVET Luiz Carlos Giongo, com o tema “Proteína animal: Tendências e campanhas para o novo consumidor”. A conversa em formato de web talk será mediada pela jornalista Eliana Panty. A estréia da série de entrevistas com profissionais, entre eles veterinários, nutricionistas, médicos e pesquisadores e lançamento da campanha será no dia 14 de maio (quinta-feira), às 17h. Assista através do link – http://abre.ai/nucleovet

A entidade que há mais de 20 anos realiza simpósios técnicos focados na difusão de conhecimento, reunindo especialistas e profissionais da cadeia produtiva,  lança a campanha “Proteína Animal – Do Passado ao Futuro”, com foco no aumento de consumo através da apresentação de informações reais e relevantes sobre as mudanças que ocorreram ao longo da história, relacionadas com as demandas do novo consumidor.

Luiz Carlos Giongo, Presidente do NUCLEOVET, destaca que o objetivo da campanha é  envolver o consumidor com informações embasadas em ciência “O Nucleovet, através dos seus simpósios Brasil Sul de Avicultura, Suinocultura e Bovinocultura de Leite, reúne há mais de 20 anos especialistas que discutem nutrição, sanidade, manejo, e qualidade da proteína animal produzida nas nossas granjas e agroindústrias. Agora queremos estar ainda mais engajados com essa cadeia de produção e levar ao grande público consumidor informações de qualidade, tendo como fontes médicos, nutricionistas, veterinários, agrônomos e zootecnistas. A proteína animal, historicamente foi responsável pela evolução do homem, e hoje o crescimento do poder aquisitivo faz as populações consumirem mais proteínas de qualidade. Acreditamos que é fundamenta que o consumidor saiba como ela é produzida, quanta ciência e tecnologia estão embarcadas na produção de leite, ovos e carnes. Quando mais o consumidor conhecer, melhor para o setor produtivo”.

“Esta campanha além de lácteos e ovos,  foca no frango, proteína altamente competitiva que no  país já tem alto consumo per capita, e  na carne suína que ainda tem muito para crescer em consumo interno e que a cada dia  oferece cortes mais versáteis e de fácil preparo, adaptados às famílias menores ou consumidores individuais. A tendência é esse novo consumidor procurar por cortes menores, de fácil e rápido preparo, para comer no conforto e  segurança das suas casas. Esse consumidor está prestando atenção ao  que compra, atento a preço e facilidade de preparo, mas também  a qualidade nutricional”, complementa Giongo, baseado na pesquisa de Hábitos de Compra de Alimentos feita pela consultoria Markens Consulting que apontou que 83% dos brasileiros entrevistados pretendem manter ou aumentar a procura por proteína animal durante o períodos de pandemia e 56% pretende consumir proteína animal no almoço todos os dias.

Cenário atual

A nova realidade de isolamento social, alteração de padrão de consumo e a queda no food service, com fechamento de bares, restaurantes e hotéis, está provocando o setor de proteínas a repensar cortes, pratos e estratégias para conquistar a mesa desse consumidor que foi impactado social e economicamente.  Pensando nesse cenário que a entidade tomou à frente da campanha para valorizar a proteína animal brasileira.

“Essa campanha, Proteína Animal – Do Passado ao Futuro, vai resgatar um pouco da história da evolução do homem e o consumo de proteínas, fatores de aumento de consumo, informações nutricionais e receitas. Para isso vamos envolver entidades parceiras, universidades e mídias sobre a importância do consumo de proteína animal”, detalha Lucas Piroca, Vice Presidente do Nucleovet.

A entidade lança a campanha justamente em um período que registra queda de preço das carnes frente  à redução do consumo do mercado interno, com o fechamento ou redução da demanda de bares e restaurantes e as restrições à realização de festas e eventos, impacto que beira os 20% em alguns estados. A expectativa dos economistas  é de que esta redução significativa na demanda e, consequentemente, no preço pago ao produtor seja, em parte, transitória. A oferta se mantém firme com as grandes agroindústrias e cooperativas integradoras mantendo a produção,  o que garante o abastecimento do mercado interno e externo.

O lançamento da campanha será na quinta feira dia 14 de maio com uma LIVE através do Canal do Nucleovet no YOUTUBE, às 17h.

 

Saiba mais em www.nucleovet.com.br

O que ?  LIVE “Proteína animal: Tendências e campanhas para o novo consumidor”

Quando ?  14 de maio – quinta feira às 17h

Onde ?  Canal Nucleovet no YOUTUBE

Com quem ? o Ex-Ministro da Agricultura e Presidente da ABPA Francisco Turra  e o  Presidente do NUCLEOVET Luiz Carlos Giongo

Assessoria de Imprensa

Secured By miniOrange