CHAPECÓ
Notícias Pai e filho estavam a caminho de um casamento quando foram mortos...

Pai e filho estavam a caminho de um casamento quando foram mortos em acidente

8646

Abalados com a tragédia que vitimou pai e filho na Rodovia SC-108, em Joinville, no norte catarinense, amigos, familiares e colegas de trabalho se despediram do sargento da Polícia Militar Ronel Silva Neto, de 44 anos, e do filho Caio Bernardo da Silva, de 14 anos.
Segundo o relatório da Polícia Militar Rodoviária, o sargento teria perdido o controle da direção, saiu da pista e capotou. Ao voltarem para a rodovia, sem ferimentos, fora atropelados por um veículo e morreram na hora.
Pai e filho estavam a caminho de um casamento, onde o sargento e a esposa seriam padrinhos,  segundo o tenente Etiene Barros, comandante da Companhia do Patrulhamento Tático, onde Ronel trabalhava.
O motorista do carro que os atropelou é um jovem de 20 anos. Foi feito o teste do bafômetro, que não indicou a presença de álcool. Ele passou mal e foi levado para o hospital.
A Polícia Civil deve abrir um inquérito para apurar as circunstâncias do acidente. No domingo a tarde técnicos do Instituto Geral de Perícias estiveram no local.
Ronel era terceiro sargento da Polícia Militar. Ele trabalhava há 22 anos na Companhia de Patrulhamento Tático do Oitavo Batalhão. A mulher dele, a cabo Vanessa Ferreira Silva, também é policial militar e trabalha no Canil da PM. O sargento deixa a mulher e mais dois filhos.