Parlamento Jovem Chapecoense é discutido em reunião de trabalho

9762

Uma Reunião de Trabalho, sobre a criação do “Parlamento Jovem Chapecoense”, foi realizada nesta quarta-feira (27), na Câmara de Vereadores de Chapecó. O encontro foi promovido por intermédio de um requerimento de autoria do vereador Diego Alves (PP), que coordenou a reunião. Participaram representantes da secretaria de educação de Chapecó, Colégio Marista e Escolas Estaduais Tancredo Neves e Irene Stonoga, além de alguns estudantes do ensino médio.

A discussão girou em torno do Projeto de Resolução 138/19, que cria o “Parlamento Jovem Chapecoense” de caráter informativo, relativo ao exercício da cidadania e elucidativo do funcionamento do Poder Legislativo Municipal. A intenção é possibilitar aos alunos de escolas públicas e privadas a vivência do processo legislativo democrático mediante participação em jornada parlamentar na Câmara de Vereadores, com diplomação e exercício do mandato.

A cidade de Chapecó tem 78 escolas, entre instituições municipais, estaduais e particulares. “O objetivo é que a maioria delas esteja representada com alunos participantes se houver interesse das escolas. Ainda estamos discutindo se o parlamento jovem será dividido em estudantes dos ensinos fundamental e médio”, explica Diego Alves.

De acordo com o projeto de resolução, os jovens parlamentares serão eleitos em suas escolas. Os trabalhos serão dirigidos por uma Mesa Diretora, eleita entre os vereadores estudantes, conforme o regimento interno. A legislatura terá duração de um ano legislativo, verificando-se o seu início com a diplomação, seguida da posse dos vereadores estudantes. Serão realizadas até cinco sessões durante a legislatura.

Os participantes da reunião de trabalho, deverão realizar um novo encontro nos próximos dias para definir detalhes do projeto. Número de alunos envolvidos, faixa etária, quantidade de grupos e possíveis parcerias com instituições governamentais.

A Câmara de Vereadores de Chapecó, entre os anos de 2003 e 2006, promoveu o “Vereador Júnior”, projeto de autoria do ex-vereador Célio Damo. “Queremos resgatar esse projeto, mas com ideias diferentes e mais atrativas para que os alunos e as escolas se envolvam de forma efetiva”, destacou o vereador.

Assessoria de Comunicação