CHAPECÓ
Geral PM do fórum de Modelo é todo dedicação nas aulas de equoterapia...

PM do fórum de Modelo é todo dedicação nas aulas de equoterapia para alunos da Apae

8361

Foi em 1998 que correu pela cidade de Modelo, no Extremo Oeste, a notícia de que a Apae local pretendia iniciar sessões de equoterapia com os educandos. Para isso, precisava de um voluntário e de um cavalo manso. O sargento Giacomo Sperotto, da Polícia Militar, tinha muita vontade de ajudar e, coincidentemente, também era dono de um cavalo dócil.

“Na época, fiz curso de equitação e comecei o trabalho voluntário. Gostei tanto que permaneço até hoje. E pretendo continuar enquanto Deus me der saúde para isso”, conta o reservista, atualmente lotado no fórum da comarca de Modelo. Hoje, o Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAESP), que é mantido pela Apae, possui um cavalo próprio. Todo o cuidado com o animal – alimentação, alojamento, banho e medicamentos, por exemplo – é de responsabilidade de Sperotto. Duas vezes por semana ele também é equitador e auxilia os fisioterapeutas na condução das crianças sobre o cavalo.

“É uma satisfação enorme doar um pouco do meu tempo para essas pessoas que não pedem nada em troca. E quando vejo o sorriso no rosto dessas crianças, eu tenho a certeza de estar fazendo a minha parte como cidadão”, divide.

A diretora do CAESP, Eliana Kothe, conta que torce, todos os dias, para que Sperotto continue no voluntariado, apesar de saber que o sargento não conseguirá permanecer para sempre. “E aí, com certeza, teremos que ver outra pessoa. Mas acredito que não vamos encontrar alguém com tanto amor pelo que faz”, elogia Eliana.

Atualmente, são 32 crianças e adolescentes com deficiências ou atrasos – como síndrome de Down, paralisia cerebral e autismo – que participam das sessões de equoterapia. E os benefícios são inúmeros. Entre eles estão desenvolvimento de afeto, devido ao contato da pessoa com o cavalo; estimulação da sensibilidade tátil, visual e auditiva; melhora da postura e do equilíbrio; aumento da autoestima e da autoconfiança, ao promover a sensação de bem-estar; melhora do tônus muscular; e maior desenvolvimento da coordenação motora e percepção dos movimentos.

Emoção

Em 2007, a então RBSTV homenageou 10 pessoas que se destacaram no serviço voluntário. Sperotto estava entre elas e recebeu o prêmio de Exemplo Voluntário, da Fundação Maurício Sirotsky. “Foi uma das maiores emoções da minha vida. Tive o privilégio de ser aplaudido de pé pelo público que lotava o teatro. Quer pagamento maior do que esse?”, relembra, orgulhoso pelo reconhecimento em vida, mas também por transformar a realidade de crianças e adolescentes com sua solidariedade.

Secured By miniOrange