Polícia Civil conclui investigação de roubo em Pinhalzinho

9641

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Pinhalzinho, concluiu procedimento que apurou fato criminoso ocorrido neste município e indiciou o autor.
No final da tarde de 02/07/2020, um homem de 35 anos entrou em uma farmácia localizada no Centro de Pinhalzinho e anunciou assalto. Ele fez menção de sacar uma arma de fogo, que estava em sua cintura, fazendo com que as atendentes entregassem a ele R$477,00 em espécie, dinheiro que estava no caixa do estabelecimento.
De posse do valor, ele se evadiu do local, sendo perseguido por um vigilante da empresa responsável pela segurança do local por cerca de uma quadra e meia, quando foi capturado pela PM.
Ele foi então conduzido pelos militares à Delegacia de Pinhalzinho, onde foi autuado em flagrante pelo roubo e encaminhado à Unidade Prisional Avançada de Maravilha, onde segue preso em razão de a prisão em flagrante ter sido convertida em prisão preventiva pelo Poder Judiciário.
Quando foi ouvido perante o Delegado, ele confessou o crime, informando que o fez para adquirir bebida alcoólica. Alegou, contudo, que a arma por ele utilizada era de brinquedo e que havia sido por ele adquirida em uma loja localizada no Centro de Pinhalzinho naquela manhã.
Diante disso, os investigadores realizaram diligências a fim de checar a versão do suspeito, que de fato se confirmou: ele adquiriu o objeto, uma arma de brinquedo, na manhã do crime.
O valor foi recuperado e devolvido à vítima, porém instrumento por ele usado para a prática delituosa não foi encontrado, nem pela PM nem pela PC, razão por que, diante dos fortes indícios de que se tratava de arma de brinquedo, ele foi indiciado apenas por roubo, mas não por porte ilegal de arma de fogo.
O procedimento foi encaminhado ao Poder Judiciário.
“Colabore com a Polícia Civil. Denuncie! Disque 181.”