Polícia Civil esclarece morte ocorrida por desentendimento de dívida em Chapecó

8821

A Polícia Civil concluiu o inquérito investigativo sobre a morte de Paulo Sérgio da Silva, de 45 anos, assassinado na madrugada de 4 de março de 2019, no cruzamento das ruas Barão do Rio Branco com a São Tomé de Aquino, no bairro São Pedro, em Chapecó/SC.

Nesta quinta, 03, o Delegado Vagner Papini e o delegado regional Ricardo Casagrande, durante coletiva com a imprensa, prestaram informações sobre o caso.

investigação apurou que sete pessoas estão envolvidas na morte da vítima. Dos suspeitos, quatro foram detidos e três estão foragidos. Silva foi comprar droga, mas após um desentendimento por causa de uma dívida de drogas, ele foi agredido e morto. O crime foi esclarecido após nove meses de investigação.

O delegado Papini disse que sete pessoas estão envolvidas no crime, sendo quatro adultos (dois com 19 anos, um de 22 e outro de 25 anos) e três adolescente (um com 14 anos e outros dois com 17). Dos investigados quatro foram detidos e três estão foragidos. Os detidos são um adulto e três adolescentes.

O delegado informou que os investigados maiores de idade serão indiciados por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil, tendo em vista que a motivação foi uma dívida que a vítima tinha oriunda do tráfico de drogas. Também por terem impossibilitado a defesa e a fuga da vítima, por conta do número de indivíduos que agrediram a vítima.