CHAPECÓ
Geral Polícia Civil soluciona homicídio em menos de duas horas e prende casal

Polícia Civil soluciona homicídio em menos de duas horas e prende casal

9700

Na madrugada de sábado (23) para domingo (24), a Polícia Civil de Santa Catarina, com apoio da Polícia Militar, logrou êxito em elucidar homicídio que vitimou C.C. (homem de 46 anos), com uma facada no pescoço.
Por volta da meia noite, a Polícia Militar de São Lourenço do Oeste/SC foi acionada para atendimento de um suposto crime de latrocínio que teria ocorrido ao lado do Loteamento Por do Sol, onde, de acordo com o previamente informado, figuravam como vítimas J.O.A. (mulher de 32 anos) e C.C.. Lá chegando, aferiu-se que C.C. faleceu no local e que J.O.A. havia sido encaminhada para atendimento médico no hospital, local para o qual, imediatamente em seguida, deslocaram-se os policiais na busca de melhores informações sobre o fato.
Ocorre que, em conversa com J.O.A., verificou-se incoerência em sua versão, motivo pelo qual iniciaram-se diligências no sentido de averiguar o que realmente havia acontecido, afinal a notícia primária de em suposto crime de latrocínio mostrou-se falsa, uma vez que, ao invés de vítima, J.O.A. era uma das autoras do crime.
As investigações apontaram que J.O.A., em conluio com seu amante, um adolescente de 17 anos de idade, planejaram a execução de C.C. há mais de uma semana, intervalo no qual ajustaram todo o cenário do crime e, inclusive, chegaram a ir até o local onde mais tarde se consumaria o delito.
Realizado o trabalho investigativo, J.O.A. acabou confessando o crime, indicando como tudo teria acontecido e delatando seu amante, autor da facada que vitimou C.C. de morte.
De pronto, policiais civis e militares deslocaram-se até o paradeiro do menor, numa fazenda no interior do município de Jupiá/SC, onde lograram êxito em encontrar o adolescente, dormindo na casa de seus pais, e apreenderam a faca utilizada no crime.
O adolescente confessou ter cometido o homicídio e, assim como o fez J.O.A., contou à Polícia todo o planejamento.
Aclarado os fatos e elucidada as autorias, ambos foram conduzidos até a Delegacia de Polícia para os procedimentos cabíveis.
J.O.A. foi presa em flagrante pelos delitos de homicídio qualificado e corrupção de menores, enquanto que o adolescente foi apreendido por ato infracional análogo ao crime de homicídio qualificado.
J.O.A. foi encaminhada para o Presídio Regional de Chapecó/SC, enquanto que o adolescente para o CASEP (Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório) de São Miguel do Oeste/SC, onde se encontram à disposição da Justiça.

Foto: Polícia Civil