Polícia prende um dos maiores traficantes do Sul do País

9539

A Polícia Civil deflagrou na manhã de hoje, dia 20 de setembro de 2019, a 9ª fase da operação Woodstock Condá, mais uma vez decorrente de investigações realizadas e coordenada pela Divisão de Investigação Criminal – DIC de Chapecó/SC.

Ainda pela manhã, policiais civis das DICs de Chapecó/SC e de Laguna/SC e de diversas outras unidades policiais de Laguna/SC deram cumprimento a 3 (três) mandados de busca e apreensão em uma residência e num sítio localizados na Estrada Geral Perrexil, assim como em uma casa na Travessa Nova Veneza, todos em Laguna/SC.

Além dos mandados de busca, também foi cumprido mandado de prisão preventiva de M.C., indivíduo apontado como líder da organização criminosa investigada no caso Woodstock Condá, responsável pela organização, financiamento e distribuição de centenas de toneladas de drogas e armas de fogo ilícitas ao longo dos últimos três anos com frequência mensal.

As buscas resultaram ainda na prisão em flagrante de M.C. pelos crimes de tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo, eis que no sítio onde o alvo estava foi encontrada significativa quantidade de maconha do tipo “camarão” (também chamada de “skuk”), uma pistola sem numeração calibre 9 milímetros Luger (9x19mm) e mais de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) em espécie oriundos do comércio de drogas.

Trata-se da mais importante das 56 (cinquenta e seis) prisões realizadas durante o caso.

A equipe da DIC de Chapecó viajou cerca de 1500 quilômetros ontem e hoje para realizar este importante serviço policial.

Para relembrar, o caso Woodstock Condá se desenvolve desde o início do ano de 2018 e já contava com dezenas de pessoas presas pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, posse e porte de armas de fogo, bem como formação e integração de organização criminosa. Além disso, no período ainda foram cumpridos mais de oitenta mandados de busca e apreensão, que resultaram em diversas apreensões de drogas dos mais variados tipos: maconha (“prensada”, “skuk” e em sementes), cocaína, ecstasy, LSD e lança perfume.

As operações policiais que fazem parte do caso Woodstock Condá foram realizadas nos dias 10 de maio, 15 de junho, 28 de junho, 22 de agosto, 24 de agosto e 10 de setembro de 2018, 9 de julho de 2019, 10 de julho de 2019 e hoje, dia 20 de setembro de 2019.

Após mais de um ano de investigação, a equipe da Polícia Civil de Chapecó identificou uma organização criminosa responsável pelo transportes de imensos carregamentos de drogas desde o Estado de Mato Grosso do Sul até o litoral de Santa Catarina, bem como, paralelamente, demonstrou a prática do tráfico de drogas por parte de diversos indivíduos ligados a traficantes de Chapecó/SC.

A operação Woodstock Condá se consagra como um dos maiores casos policiais de combate ao tráfico de drogas do País em sua sétima fase, chegando a 106 (cento e seis) mandados de busca e apreensão cumpridos e 56 (cinquenta e seis) prisões realizadas.