Prefeito de Chapecó e parlamentares de SC mantém audiência com Ministro da Saúde

9445

O prefeito de Chapecó/SC, João Rodrigues (PSD), viajou a Brasília nesta semana para um encontro, com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. A audiência ocorreu na manhã desta terça-feira (23), na sede do Ministério da Saúde.
O principal motivo da reunião foi solicitar mais vacinas para imunizar a população contra a Covid-19 e também mais testes. O município vive um colapso na saúde com o crescente número de casos e mortes e com a superlotação de hospitais.
Após a conversa, que durou mais de 1h45, o prefeito informou que as demandas foram ouvidas e que novas opções para atender as necessidades do município no enfrentamento a pandemia foram levantadas por Pazuello.
“Saio de Brasília com o dever cumprido e levo na sacola a esperança de que vamos amenizar o sofrimento do nosso povo. Vamos testar 100 mil pessoas nos próximos meses, iniciando agora. Vamos ampliar os leitos, ter mais médicos que o governo federal vai nos liberar e, também, junto com o Estado, abrir novos leitos. Vamos à luta, agora cada um faça a sua parte”, comenta.
O senador Jorginho Mello (PL), que agendou a audiência, também participou do encontro em Brasília e fez um agradecimento ao prefeito, ao ministro da Saúde e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.
“O governo está se mobilizando e aumentando a velocidade no atendimento a essa grande pandemia. A nossa querida Chapecó foi recebida junto com toda nossa bancada. O prefeito João vai motivado para enfrentar tudo”, acrescentou.

Novos respiradores
A deputada federal Caroline De Toni (PSL) comentou que novos respiradores, cerca de 100, chegarão a Santa Catarina nos próximos dias. Também frisou que o pedido do prefeito João Rodrigues para os 100 mil testes foi atendido.
Já com relação a mais doses da vacina, Chapecó receberá de forma igualitária nos próximos meses como os demais municípios dos estados.
“Com relação a Chapecó foi disponibilizado 100 mil testes e com relação às vacinas a situação vai se normalizar porque o Brasil vai receber novas doses em março que serão disponibilizadas de forma igualitária. O ministro também nos mostrou um gráfico de que até o fim do ano serão contratados, pelo Ministério da Saúde, mais de 470 milhões de vacinas”, explica a deputada.
João Rodrigues também pediu ao ministro que intercedesse junto ao Governo Federal para que um decreto seja emitido e autorize as prefeituras à contratação de médicos brasileiros formados no exterior, sem a obrigatoriedade do Revalida.
A deputada esclarece que para atender a demanda de urgência, foi autorizada por Pazuello a contratação de profissionais pelo programa “Mais Médicos”.
“É um programa que existe e que possibilita contratar mais médicos. Outro assunto que o ministro também abordou foi a construção de leitos de enfermaria para atendimento das pessoas, caso haja a necessidade, o que fica agora a critério do prefeito”, frisa.
Foto: Leandro Schmidt
Fonte: ND