Primeiro transporte de órgão com helicóptero do governador é no Vale do Itajaí

9826

O helicóptero que antes era de uso exclusivo do governador de Santa Catarina foi utilizado na manhã desta sexta-feira para transportar um coração de Brusque a Blumenau, onde um paciente aguardava pelo transplante. A ação foi o primeiro resultado prático do convênio assinado na última quarta-feira, que permitiu o uso da aeronave para transporte de órgãos e tecidos.

– Podemos dizer que já salvamos uma vida com esta decisão – disse o coordenador estadual da SC Transplantes, Joel de Andrade.

Além do coração, na manhã desta sexta-feira também foi transportado para Florianópolis o material genético do doador, para avaliar a possibilidade de doação de pâncreas e rins. A agilidade e presteza no transporte são fatores essenciais para o sucesso dos transplantes.

A medida foi determinada pelo governador Carlos Moisés nesta semana com o objetivo de dar melhor aproveitamento ao contrato de aluguel da aeronave, que prevê no mínimo 25 horas de voo por mês.

Moisés não estaria utilizando a aeronave e decidiu deixá-la à disposição da saúde. Agora, o transporte de órgãos ou tecidos passa a ter prioridade no uso do helicóptero.

Em Santa Catarina, seis hospitais realizam o procedimento. Eles estão nas cidades de Blumenau, Joinville, Florianópolis, Chapecó, Jaraguá do Sul e Itajaí. O Hospital São José, em Criciúma, foi habilitado em janeiro deste ano para a realização de transplantes.

Transporte de órgão para transplante
Transporte de órgão para transplante

(Foto: Divulgação Governo do Estado)