Projeto “Procuram-se Padrinhos” ACIC apoia campanha do Hemosc

Iniciativa celebra o Dia Nacional do Doador de Sangue. A doação regular é a única maneira de garantir estoque de sangue seguro.

8728

Para celebrar o Dia Nacional do Doador de Sangue (25/11), o Hemosc realiza uma semana de comemorações em todo o Estado. Cada Hemocentro respeita o perfil de seus doadores para definir ações que consigam expressar o valor de cada doação de sangue realizada durante um ano todo. Uma das manifestações mais amadas pelos doadores é a entrega da camiseta símbolo da Campanha. No entanto, há aproximadamente cinco anos, devido às restrições financeiras, elas não foram mais confeccionadas. Pensando em resgatá-la, o Hemosc criou o Projeto “Procuram-se Padrinhos”. Através dele, empresários sensíveis à causa emprestam sua marca para as camisetas.

A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), consciente da importância da ação, aderiu à campanha e convidou os associados para engajarem-se. O diretor de Responsabilidade Social e Ambiental da entidade, Odair Balen, ressalta a importância do Hemosc para a região. “O Hemocentro tem papel fundamental nos momentos mais difíceis, contribuindo para salvar vidas, e quem doa sangue e colabora com outras campanhas da instituição contribui para esse movimento. Vamos nos mobilizarmos, nos tornarmos doadores e, ao mesmo tempo, colaborarmos com todas as iniciativas do Hemosc”.

“Os nossos doadores têm orgulho em vestir a camiseta e, com isso, inspiram outras pessoas”, frisa a coordenadora de Captação de Doadores do Hemosc em Chapecó, Eliana Ribicki.

No período da pandemia da covid-19, o Hemocentro se readequou para atender todas as medidas de segurança exigidas para proteção de doadores, pacientes e colaboradores. Dessa forma, oportunizou que todos se sentissem seguros ao realizar sua doação e a convidar outros, entendendo a importância em garantir estoque de sangue seguro para quem dele necessitar.  “O consumo de sangue diminuiu no início da pandemia, mas com o retorno das cirurgias eletivas voltou à normalidade. Estamos sentindo uma escassez, com o estoque oscilando muito, ou seja, não temos uma regularidade de doadores como antes da pandemia. Não podemos conviver com essa instabilidade porque o consumo continua acontecendo”, assinala a coordenadora ao reforçar o convite para doações.

Eliana enfatiza que realizar doações com regularidade é a única maneira de garantir estoque de sangue seguro.

Saiba mais em http://www.hemosc.org.br/como-doar.html e agende sua doação http://www.hemosc.org.br/agende-sua-doacao.html.

MB Comunicaçã