CHAPECÓ
Notícias Projeto recicla cerca de 12 toneladas de lixo por semana em Pinhalzinho

Projeto recicla cerca de 12 toneladas de lixo por semana em Pinhalzinho

8733

Diversos produtos compostos por vidro, plástico, papel ou alumínio podem ser reciclados, de modo a reaproveitar os materiais, reduzir o consumo de matéria-prima e diminuir a poluição da água, do ar e do solo. O Projeto Recicla Cidadão de Pinhalzinho vem contribuindo com isso. É um projeto que está sendo formatado e será administrado por uma associação, com apoio do Governo Municipal de Pinhalzinho/SC.

Conforme o voluntário do Projeto Recicla Cidadão, Sérgio Matte, o município disponibilizou um barracão, local para fazer esse trabalho de reciclagem. “Estamos trabalhando na organização da associação que vai administrar os núcleos de famílias que são dedicadas a reciclagem. A associação faz a gestão, mas cada núcleo faz o seu trabalho, suas operações financeiras, são totalmente independentes”, ressalta.

Atualmente são quatro núcleos de famílias, todas devidamente cadastradas na Assistência Social do município e para formalização todas terão que ter a sua MEI (Microempreendedor Individual), essa MEI onde compravam a renda e começam a entrar no Sistema de Seguridade Social.

“O que marca isso, a exemplo de um trabalho de pessoas que às vezes são relegadas as margens da sociedade, onde fazem um trabalho digno e tão importante, que é diminuir o lixo que vai para o aterro sanitário, a exemplo das mais de cinco toneladas de vidros que deixaram de ir ao aterro sanitário para serem destinados corretamente onde será reciclado e posteriormente volta como um novo produto para o mercado”, salienta Matte.

Ele ressalta ainda, que é preciso que a sociedade como um todo, aprenda a reciclar. “O município irá desenvolver algumas ações, para que realmente cada cidadão assuma a sua responsabilidade de fazer a reciclagem correta e com isso, contribuindo na área social, gerando trabalho, gerando renda para as pessoas especialistas nesta área. A reciclagem é uma das alternativas viáveis de inclusão ao trabalho”, menciona.

Vale destacar, que mesmo a associação ainda estar passando pelos tramites de instalação, já estão trabalhando e cerca de 10 a 12 toneladas de lixo estão sendo reciclados por semana, lixo esse que iria para o aterro.